Posts tagged ‘insalubridade’

janeiro 11, 2017

Servidores da Fazenda trabalham com calor de 34 graus

Norma do Ministério do Trabalho estabelece de 20 a 24 graus no verão

O forte calor que os cariocas vêm enfrentando também ‘bate ponto’ no local de trabalho de servidores da Secretaria Estadual de Fazenda. Os funcionários da inspetoria especializada de ITD (Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e por Doação de Quaisquer Bens e Direitos), no Centro, denunciam a temperatura acima dos padrões e o ambiente insalubre.

Um deles chegou a levar termômetro que marcou 34 graus. Segundo a Associação dos Analistas de Fazenda (Anaferj), essa é a unidade com maior circulação de contribuintes: em média, pelo menos 350 por dia.

No local, trabalham cerca de 50 servidores, entre agentes e analistas de Fazenda e auditores fiscais.

Servidores e contribuintes passam muito calor ali dentro“, declarou o diretor da Anaferj, Nelson Antunes.

read more »

julho 6, 2016

Justiça suspende Operação Olho na Bomba

Sinafresp X DEAT – Mandado de Segurança Coletivo 5ª Vara de Fazenda Pública

olhobomba

Consulta ao andamento do Processo nº 1027214-28.2016.8.26.0053

Íntegra da decisão

.

read more »

outubro 26, 2015

Prefeito de Mariana libera bermudas no trabalho

Duarte Jr. deu exemplo e despachou em seu gabinete de bermuda

Com as altas temperaturas e o início do horário de verão, os cerca de 3,5 mil funcionários públicos da Prefeitura do Mariana, na região central de Minas Gerais, já podem deixar as calças dentro do armário e trocar por algo mais confortável para suportar o calor. A partir desta segunda-feira (19), eles estão autorizados a usar bermudas nos locais de trabalho. Uma portaria assinada pelo prefeito Duarte Junior (PPS) autoriza o uso da roupa para tentar diminuir o desconforto causado pelas altas temperaturas desta época do ano:

Com as altas temperaturas é importante o uso de roupas mais leves, como bermudas, vestidos e saias longas”

A cidade histórica de Mariana – a 12 quilômetros de Ouro Preto – é conhecida por clima ameno, mas nos últimos dias tem sofrido com dias bastante quentes, com temperaturas acima da casa dos 30ºC. Na última sexta-feira, quando o calor atingiu a casa dos 37,1ºC em Belo Horizonte – a maior temperatura já registrada desde 1910 – os termômetros em Mariana chegaram a 35ºC. A média histórica para o mês de outubro é 23,7 °C, segundo o Inmet.

A medida que começou a valer nesta segunda – com o início do período do horário de verão– segue até o dia 21 de março de 2015, no fim do verão. O servidor público deve observar os limites: as bermudas e calças na altura do joelho […] Saiba mais

Leia também:

Sindicato lacra duas agências devido ao calor

Com calor, funcionário público vai trabalhar de saia

Servidores protestam por causa do calor

fevereiro 21, 2015

[Charge] da Série “Vida de concurseiro…”

vida-concurseiro1

Em 2010 a Operação “De Olho na Bomba” já era questionada

+ Charges

janeiro 20, 2015

Sindicato lacra duas agências devido ao calor

Ação decorreu da blitz sindical por reclamação dos filiados

g1-sindban

A semana começou com duas agências fechadas por falta de condições de trabalho na base do Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região. Através da Campanha “Sem ar não tem clima para trabalhar”, diretores e funcionários fecharam na manhã de segunda-feira (19).

Em função das altas temperaturas registradas neste mês, muitos aparelhos de ar condicionado estão apresentando problemas, fazendo com que o ambiente de trabalho fique inadequado para trabalhar. Contudo, bancários denunciam os casos ao sindicato que age rapidamente para que a agência seja fechada até que o problema seja resolvido, garantindo a qualidade de vida dos trabalhadores e dos clientes […] Saiba mais

Leia também:

Por falta de refrigeração, bancários paralisam mais duas agências na Baixada Santista

Com calor, funcionário público vai trabalhar de saia

Servidores protestam por causa do calor

dezembro 4, 2014

Servidores estaduais poderão trabalhar de bermuda

Projeto de Lei 2.075/13

Em segunda discussão, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (3) o uso de bermudas, calças e bermudões na altura do joelho para os servidores estaduais que tenham que trabalhar ao ar livre durante o verão. O projeto segue para o governador Luiz Fernando Pezão, que terá 15 dias para vetar ou sancionar o texto.

Segundo o autor da proposta, deputado Marcos Soares (PR):

Nossa intenção é tentar amenizar a situação de servidores e motoristas nessa intenso calor do Rio. Isso ajuda a dar mais tranquilidade na hora do trabalho” […] Saiba mais

Leia também:

[Tirinha] da Série “Ambiente caloroso”

Calor leva empresas a liberarem traje informal

Com calor, funcionário público vai trabalhar de saia

Calor excessivo: juíza suspende expediente no fórum

setembro 3, 2014

[Charge] da Série “Vida de concurseiro…”

vida-concurseiro1

Bombas de abastecimento são retiradas de posto pela Secretaria da Fazenda

 Secretaria da Fazenda fecha posto de combustíveis em São Bernardo

+ Charges

março 20, 2014

Incrível acidente assusta AFRs em plantão rodoviário

Tombamento de carreta chegou a atingir viatura do fisco

Durante o plantão rodoviário, realizado hoje, pela equipe de Agentes Fiscais de Rendas, na Rod. Raposo Tavares (Sorocaba), ocorreu acidente com caminhão-carreta, que transportava areia, provocando grande susto. O tombamento espalhou a carga, chegando a causar danos na viatura oficial do fisco estacionada junto ao posto policial.

Segundo informações, obtidas com exclusividade pelo BLOG do AFR, não houve feridos. Veja as imagens:

2014-03-20_0002

.

2014-03-20_0001

Leia também:

Receita Federal retém avião e auditora é coagida

Atentado contra auditor fiscal. Justiça mantém condenação

Morte de Auditor da Receita Federal merece investigação

fevereiro 24, 2014

Calor leva empresas a liberarem traje informal

“Quanto mais confortável o funcionário se sente, melhor será sua produtividade”

As temperaturas recordes registradas neste verão já provocam mudanças no cotidiano das empresas. Para se ter uma ideia, a Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos divulgou que janeiro foi o quarto mês mais quente da história. Por conta da onda de calor, várias organizações das regiões Sul e Sudeste, por exemplo, começaram a liberar o uso de roupas menos formais no ambiente de trabalho.

Segundo Fred Vasconcelo, diretor executivo da Joy Street, empresa de Tecnologia da Informação (TI):

A receptividade dos funcionários é excelente. Eles se doam mais ao trabalho e há uma maior dedicação

Mesmo possuindo um cargo de diretoria, Vasconcelos costuma ir ao trabalho de calça jeans e camiseta.

Às vezes também vou de bermuda. É bom porque quebra aquela imagem que as pessoas tinham dos executivos

As altas temperaturas têm feito até os setores mais tradicionais se renderem a um visual menos formal. O escritório de advocacia Becker Advogados, por exemplo, aboliu o paletó e gravata dentro da empresa […] Leia mais

Leia também:

Servidores protestam por causa do calor

Com calor, funcionário público vai trabalhar de saia

Calor excessivo: juíza suspende expediente no fórum

fevereiro 7, 2014

Servidores protestam por causa do calor

Funcionários não aguentaram o forte calor nas salas e saíram à rua para protestar

Servidores do Judiciário Estadual fizeram um protesto nas escadarias do Fórum Central de Santos para reclamar contra a falta de climatização adequada no ambiente de trabalho.

Segundo o presidente da Regional de Santos da Associação de Base dos Trabalhadores do Judiciário do Estado de São Paulo (Assojubs), Alexandre dos Santos, o problema acontece há anos, sem que o Tribunal de Justiça atenda às reivindicações dos trabalhadores. A explicação para o problema era que a rede elétrica do prédio central do Fórum não comportaria os aparelhos de ar condicionado:

Esse problema foi resolvido, mas agora alegam que houve uma licitação para a compra dos aparelhos que resultou deserta (sem interessados). Se de fato isso aconteceu o Tribunal tem que fazer uma compra emergencial, pois se trata da saúde dos funcionários

Durante o protesto foi servido sorvete aos servidores para mostrar as dificuldades que passam ao trabalhar em salas repletas de processos, sem ar condicionado, enquanto que em outros fóruns do interior do Estado o Judiciário suspendeu o expediente em razão das altas temperaturas […] Leia mais

Leia também:

Com calor, funcionário público vai trabalhar de saia

Calor excessivo: juíza suspende expediente no fórum

Processo eletrônico piora a saúde dos juízes

fevereiro 4, 2014

Com calor, funcionário público vai trabalhar de saia

Cansado da proibição da bermuda resolveu usar “brecha na lei”

O ilustrador carioca André Amaral Silva, que trabalha em um prédio no Centro do Rio de Janeiro, encontrou uma maneira inusitada de reclamar da proibição de entrar com bermudas no edifício. Foi trabalhar de saia.

O protesto foi compartilhado no Facebook de André e teve quase sete mil curtidas em cinco horas. No edifício, os homens são proibidos de entrar de bermuda, mas a proibição não vale para as mulheres, que podem usar bermudas ou saias. Na Rede Social, André escreveu:

Depois de dois anos trabalhando sem ar condicionado em meu prédio e após ter tentado buscar uma solução com os administradores durante todo este tempo, sem sucesso (que proíbe homens – e não mulheres – de trabalhar de bermuda), resolvi vir trabalhar de saia. O rapaz da portaria quis me barrar entre surpreso e constrangido e pediu que eu me dirigisse ao Coronel PM que administra o prédio. Expliquei para ele a situação e o mesmo, muito gentil e cordato e sem a mínima surpresa, orientou o porteiro dizendo a ele : “- Pô, de saia pode deixar entrar […] Leia mais

Leia também:

Calor excessivo: juíza suspende expediente no fórum

Processo eletrônico piora a saúde dos juízes

Lesa Rondônia: Sindafisco se omite

janeiro 15, 2014

Calor excessivo: juíza suspende expediente no fórum

Documento apontou que a temperatura no prédio variava entre 30ºC e 33ºC

A diretora do Fórum Trabalhista de São José dos Campos, Antônia Santana, expediu uma portaria suspendendo o expediente no local, a partir das 13h. Todos os servidores foram dispensados. A portaria também prevê a alteração do horário de funcionamento do fórum, das 8h às 13h. Normalmente, o horário de atendimento é das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira.

A empresa responsável pelo conserto do aparelho de ar-condicionado, quebrado desde novembro, deve fazer a manutenção em cinco dias.

Para expedir a portaria, a juíza considerou que a temperatura nas secretarias chegou à média dos 32,9ºC e que “a integridade física” de magistrados, servidores, colaboradores e jurisdicionados, bem como de quem transita no fórum, deve ser mantida.

O ventilador só circula o calor. Os servidores estão sob minha responsabilidade. Não tenho como exigir que trabalhem em 37ºC. As pessoas estão tendo sintomas físicos por causa do calor”, disse a juíza […] Leia mais

Leia também:

Médicos nas ruas: vitória alcançada contra a MP 568/12

A luta sindical é guerra

(Não) Sorria! Você está sendo filmado!

Lesa Rondônia: Sindafisco se omite

agosto 23, 2011

Processo eletrônico piora a saúde dos juízes

Com os processos em papel, os juízes são obrigados a levantar e transportar os volumes das estantes até suas mesas. Com o computador, não é mais necessário sair da cadeira

22 ago 2011

Os juízes federais do Rio Grande do Sul estão preocupados com os efeitos do processo eletrônico em sua saúde. Do início do ano passado para cá, quando foi instalado o primeiro software por lá, quase 80% deles perceberam piora em sua saúde e bem-estar em decorrência do trabalho. Entre os problemas relatados, 73% reclamaram da visão e 54% de dores físicas, tendo como consequência dor de cabeça ou problemas no sono.  86% afirmaram sentir dificuldades de enxergar, como ardência ou cansaço nos olhos e aumento de grau nos óculos. Os que falaram em dores físicas, 50% sentiram as mãos, os dedos e os punhos, 47% reclamaram de dores nas costas, 41%, pescoço, e 37%, nos ombros.

Outra queixa é o sedentarismo a que o computador força os juízes. Leal relata que, com os processos em papel, os juízes são obrigados a levantar e transportar os volumes das estantes até suas mesas. Com o computador, não é mais necessário sair da cadeira. Ao mesmo tempo em que isso aumenta a produtividade, é um agravante para problemas físicos relacionados a postura e movimentos repetitivos […] Leia mais

Pesquisa sobre processo eletrônico e saúde dos magistrados federais do Rio Grande do Sul

– Relatório da pesquisa
– Anexos ao relatório (índice dos anexos)
– Anexo 1 – Sumário Executivo
– Anexo 2 – Apresentação (MS Power Point) resumida da pesquisa
– Anexo 3 – Correspondência encaminhada aos associados com o questionário
– Anexo 4 – Questionário da pesquisa
– Anexo 5 – Ata de abertura dos envelopes com as respostas
– Anexo 6 – Planilha de tabulação e contagem dos dados
– Anexo 7 – Relação dos associados que receberam o questionário
– Anexo 8 – Questionários respondidos
– Anexo 9 – Ata da reunião da Ajufergs em que este relatório foi apresentado