Renato Cialfi (Afresp para Todos)

ENTREVISTA

EQUIPE de REDAÇÃO do BLOG do AFR


Renato:

“A chapa AFRESP PARA TODOS defende a salutar alternância dos dirigentes, a transparência das contas e da gestão”

O candidato à eleição da AFRESP em 22 de novembro, ingressou na carreira em 2002 e exerce a função de Representante no Conselho do SINAFRESP

QUEM É

Renato Cialfi Abbondanza, natural de Mogi das Cruzes – SP, 37 anos, formado em Engenharia de Produção Mecânica pela Escola de Engenharia de São Carlos – USP, e em Direito pela Universidade de Mogi das Cruzes, pós-graduado em Administração Industrial pela Fundação Vanzolini e em Direito Público pela Fazesp. Trabalhou, aproximadamente, um ano na Controladoria Corporativa do Grupo Ultra como analista econômico e financeiro e um ano como Engenheiro de Planejamento na Embraer. Ingressou na carreira pública como Técnico da Receita Federal, onde permaneceu por um ano. Em 2002, ingressou na Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo como AFR. Exerceu a função de Representante Fiscal por um ano e, desde então, chefia a Unidade de Julgamento de Guarulhos. Foi Juiz Substituto do Tribunal de Impostos e Taxas nos biênios de 2008 a 2009 e 2010 a 2011.

O QUE DEFENDE

Minhas principais bandeiras são: responsabilidade, democracia, transparência, isonomia e qualidade na gestão.

Clique nos links para ver as RESPOSTAS da ENTREVISTA

  • Sobre a AFRESP

  1. O que o motivou a entrar para a vida classista? 
  2. Como você enxerga a atual duplicidade de tabelas da AMAFRESP? 
  3. O que pode ser feito de concreto para uma reavaliação e em qual prazo estimado?
  4. O que deve ser feito para motivar os novos colegas a se interessarem mais pelas questões classistas e participem da direção da Afresp (diretoria e conselho)?
  5. Você pensa em formar uma diretoria, nos cargos designados, com a participação de colegas antigos e novos na carreira?
  6. Qual a sua opinião quanto à fusão das duas entidades?

  • Sobre a CARREIRA

  1. Qual a sua avaliação da carreira neste período de 9 anos de vivência?
  2. O que falta de relevante para melhorar a carreira paulista?
  3. Qual foi ao seu envolvimento no processo de reestruturação da carreira, em 2007/2008?
  4. Como você enxerga a criação do nível básico e da função básica, bem como a possibilidade de revisão da Lei 1059/08?
  5. O que a Lei Orgânica traria de benefício direto?
  6. Quais ações são necessárias para a aprovação de uma Lei Orgânica?
  7. Você concorda que a Afresp deve apoiar diretamente as ações políticas do Sinafresp?
  8. Como você acha que deva ser o relacionamento com os parlamentares, especialmente os da carreira, em relação aos pleitos da categoria? 
  9. Deixe as suas considerações finais

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: