José Carlos Franco Fernandes

Tio e sobrinho na Mobilização, Alesp 2008

José Carlos, ingressou na carreira em setembro de 1952, como Auxiliar de Fiscal de Rendas, iniciando seus trabalhos em Estradas de Rodagem.

Em 1965, as carreiras de Auxiliar de Fiscal de Rendas e Fiscal de Rendas foram unificadas formando a atual carreira de Agente Fiscal de Rendas. Pertenceu sempre à fiscalização externa, na Capital, mas entre 1967 e 1969, em Mirante do Paranapanema, em outras cidades da DRT-10, em Jaú e em Santo André. Na Capital trabalhou em diversos postos fiscais e se aposentou no PFC do Brás em 1985.

Sempre cooperou com entidades beneficentes, comunitárias e clubes de serviço. Há oito anos vem colaborando com as entidades da nossa classe, nas diversas mobilizações políticas, bem como junto à AMAFRESP, como seu Auditor Interno. No SINAFRESP fez parte da Comissão de Aposentados na gestão 2007/2010 e da Comissão Eleitoral, como seu presidente, para as eleições 2010/2013. Completou 80 anos há pouco mais de um mês, e concedeu entrevista ao BLOG do AFR onde faz um balanço e reflexão sobre a carreira.

Blog do AFR (Teo Franco) Sendo seu sobrinho, desde pequeno ouvia sobre a importância e prestigio do cargo de AFR. Qual a sua avaliação da carreira neste longo período de quase 60 anos?  

José Carlos – Prestei o concurso para a Secretaria da Fazenda em 1951. Na verdade ao fazê-lo eu não tinha qualquer noção do que seria o trabalho de um Auxiliar de Fiscal de Rendas. Ao ser nomeado é que tomei conhecimento da importância de uma carreira que era tido como secundária, mas que exercia praticamente as mesmas funções do Fiscal de Rendas, porém, na fiscalização de mercadorias em trânsito em estradas de Rodagem. Depois de muita luta conseguimos a união de ambas as carreiras. Como você vê, ao longo destes 50 anos tivemos sim, bastante progresso. Entretanto, muitas das oportunidades que tínhamos se esvaíram durante a ditadura militar, como a participação na multa e no imposto reclamado, quando em outubro de 1969, o triunvirato militar, que se instalou no Brasil com a enfermidade do então presidente Costa e Silva, proibiu os vencimentos dos funcionários públicos do Brasil a participação direta na arrecadação. Daí à diante, até hoje lutamos para que os nossos direitos sejam restabelecidos e respeitados. Com todos os obstáculos que temos tido, entretanto, sinto orgulho de ser Agente Fiscal de Rendas. Foi pela carreira que consegui educar meus filhos com dignidade.

Blog do AFR – Qual o fato marcante na valorização do papel do AFR?  

José Carlos: O mais importante avanço foi a classificação da carreira como Carreira de Estado.

Blog do AFR – A carreira sempre dispôs de cérebros bem selecionados através de rigoroso concurso. Esses recursos humanos tem sido devidamente utilizados?  

José Carlos: Estou aposentado há 25 anos. Durante muito tempo, por ter que cuidar das minhas atividades profissionais como advogado, não acompanhei de perto a utilização dos bons recursos humanos. Embora a escola fazendária no meu entender esteja bem estruturada, na indicações sempre prevalece o fator político. Nem sempre o melhor é o escolhido.

Blog do AFR – O que falta de relevante para melhorar a carreira paulista?  

José Carlos: Como aposentado não conheço o atual organograma da Administração Tributária. Mas para melhorar a carreira, em princípio acho que as autoridades administrativas devem respeitar o Agente Fiscal de Rendas, da mesma forma que eles querem respeito.

Blog do AFR – Quais ações são necessárias para a aprovação de uma Lei Orgânica?  

José Carlos: Há 30 e tantos anos atrás já se falava numa Lei Orgânica. Vários estudos foram elaborados e apresentados às autoridades. É necessário ter boa vontade: 1- da Administração Tributária; 2- do Secretário da Fazenda e, 3- do Governador do Estado.

Blog do AFR – O que a Lei Orgânica traria de benefício direto?  

José Carlos: A independência do Agente Fiscal de Rendas no seu trabalho diuturno.

Blog do AFR – Afresp e Sinafresp tem representado bem a nossa carreira?  

José Carlos: Quem atualmente acompanha ambas as entidades como eu tenho feito, tem a certeza de que seus dirigentes, tanto passados, como atuais, tem dado tudo de si para bem representá-las.

Blog do AFR – Qual a sua opinião quanto à fusão das duas entidades?  

José Carlos: Sou totalmente contrário. Cada uma tem seu objetivo. Até que a Constituição permitisse ao funcionário público ser sindicalizado, a AFRESP é que exercia a função de lutar pelos interesses da classe, entre outros. Com a fundação do nosso Sindicato cabe a ele essa função, sem entretanto, dispensar a ajuda de sua antecessora, a AFRESP.

Blog do AFR – Mesmo aposentado, desde 1985, o seu interesse e participação nas atividades da Afresp e Sinafresp tem sido constante? O AFR aposentado poderia ajudar mais?  

José Carlos: Depende de cada um. Acho que todos podem ajudar, principalmente quando se faz necessária a participação de todos. Infelizmente há aqueles que acham que se alguém está trabalhando pelos seus interesses, ele não precisa ajudar.

Blog do AFR – O que deve ser feito para que os novos colegas se interessem mais pelas questões classistas e participem da direção das entidades (diretoria e conselho)?  

José Carlos: Os mais velhos tem que estimulá-los. Não vejo outra alternativa. O Líder nato, facilmente se engaja na luta. Os demais precisam de estímulo.

Blog do AFR – Sobre o apoio político, através dos parlamentares, como ele deve ser tratado pela categoria e entidades?  

José Carlos: Acho que cada um deve procurar o apoio político do parlamentar ou parlamentares de sua região. As entidades devem procurar a todos, ainda que saibamos que a independência de poderes neste país não existe.

Blog do AFR – A Amafresp tem apresentado um bom desempenho naquilo que se propõe?  

José Carlos: Conhecendo a AMAFRESP por dentro como a conheço, posso garantir que a AMAFRESP, se não for o melhor plano de assistência à saúde do Brasil está entre os melhores, mas em primeiro lugar.

 

Posse Sinafresp 2010

Blog do AFR – Para quem pretende ingressar na carreira ou para os que pensam em deixá-la, qual a sua mensagem?

José Carlos: Não podemos impedir que algum colega deixe a carreira  se ele sair para algo que lhe saiba melhor. É uma pena que tal aconteça. Para os que nela querem ingressar, saibam que a responsabilidade de um Agente Fiscal de Rendas é muito grande, pois ele será um arauto do Tesouro do seu Estado.

Teo Franco – Agradeço pelo carinho e pronta disponibilidade em participar desta entrevista. Forte abraço e vamos torcer juntos para o nosso glorioso Santos F.C. ter bom desempenho neste ano.

One Comment to “José Carlos Franco Fernandes”

  1. Amigo José Carlos a gente trabalhou junto no Posto de Carne com dr. BARBANTE. . Eu me aposentei em 2007 e esperava receber 12 meses de licença premio em pecunia. Pois bem. Os colegas que prefiro não declinar nomes todos receberam menos eu. Não tenho para quem reclamar mas o DURAN está vendo isso para mim, porque perdi a ação no Tribiunal sendo qeu o advogado que cuidou da ação é Vicente Bertot. Moro em Rio Prero com saúde abalada.
    O que fizeram comigo foi uma sacanagem. Penso em me associar ao sindicato para ver se eles resolvem isso l’a, pois são uns 200 mil que eu tenho direito Telefone 017 3224 5437 e mail Lilacio Caipira @terra.com.br. Quem inventou este REDUTOR no nosso salario ainda vai precisar de uma doa;’ao de sangue de um dos meus filhos ou netos para alguem da familia. vC E MAIS FELIS PORQUE MESMO APOSENTADO ESTA EM EVIDENCIA. Os outros como eu nao existimos. DEUS vai cuidar da vida de quem me prejudicou ou alguem da familia vai responder porisso.
    Dsejo boa aorte para vc e familia e sou testemunha que vc foi um GRANDE FISCAL. E [ um greande colega que eu admiro e gosto como gosto sdo Helio Pires. Rua Ararigboia 638 Sa’o Jose do Rio Preto

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: