Archive for ‘Edison Farah’

novembro 20, 2016

O Fisco vai quebrar o Brasil – O apocalipse…

Edison Farah

São Paulo, em 20 de novembro de 2016

A propósito de cabrais e garotinhos, de empreiteiras e banqueiros, sobre escravidão e cidadania, sobre república e pirataria, sobre esquerda e direita, sobre PSDB, PT, PMDB e quejandos, sobre crápulas, canalhas, gangsteres e assassinos, sobre algozes e políticos brasileiros, sobre mídia e mentira, sobre vida e morte, sobre os milhares de assassinatos anuais, sobre a guerrilha aberta em que vivemos no dia a dia. 

Convido meus pares, operários do fisco, hodiernos prepostos do feudo em que se transformou esta terra ao passar da barbárie à decadência sem jamais ter conhecido a civilização, no dizer de Lévi-Strauss já nos idos da década de 30, assertiva que comprova o visionarismo dos gênios

Convido a meditar muito, até a questionar-se existencialmente, sobre o que fazermos, cada um de nós, sobre nosso papel nesta orquestra infernal que opera o leviatã que é hoje o Estado brasileiro, sobre para que serve, e a quem serve, nossa existência.

E convido mais, a algum teórico, que os há, brilhantes acólitos do desgoverno que empalma o país, cavaleiros do apocalipse que nos envolve, da guerra, da peste, da fome e da morte, a refutar o articulista, nem que seja utilizando-se dos sofismas que o poder utiliza a mancheias, para ludibriar o povo e garantir a escravidão.

Leia aqui: Voltamos à idade média… O paraíso dos coletores de impostos e inquisidores, que obrigavam aldeões a darem as galinhas e venderem a mãe para não serem presos…

read more »

Tags:
novembro 15, 2016

Trump, a mídia, o politicamente correto, a lavagem cerebral, e quejandos…

Edison Farah

15/11/2016 (127º da republiqueta)

Ofereço aos dileto pares, operários da coisa pública, que se interessam em ampliar sua cultura geral e gostam de avaliar teses diversas sobre a conjuntura que nos envolve a todos no planeta, dois textos que, de certa forma, são complementares.

E aos que acreditam que as coisas se resolvem intestinamente em cada país, sugiro meditar sobre estes textos e “otros más”, que através dos tempos surgem mostrando a vida como ela é.

Vale conhecê-los.

Abraços

1 – Back to basics – Americanos resgatam os mais simples valores americanos

2 – O neocolonialismo “pós-moderno” como ameaça ao Estado nacional

read more »

Tags:
novembro 2, 2016

Ensino abaixo da média da mediocridade mediana

Edison Farah

01 de novembro de 2016

Diletos, neste tempos de tanta insegurança sobre o que será desta terra, vale atentarmos para a lúcida análise do nosso sistema de ensino no texto abaixo.

Um futuro como país, alguma possibilidade ainda de lograrmos construir uma nação, sem dúvida tem a ver com a educação que pudermos proporcionar ao nosso povo.

Se entendermos com clareza que estamos formando hordas de sociopatas, imbecilizados e idiotizados, e se nos dispusermos efetivamente a mudar essa realidade, talvez haja algum porvir menos sombrio para o Brasil.

O que os desgovernos fazem é muito articulado na linha da dominação: a debacle das carreiras de estado, o desmonte das polícias, o sucateamento da universidade, a proletarização do professorado, tudo visa plasmar um povo sem verticalidade, e sem descortino, de fácil subjugação pelo capital predatório que predomina no planeta. 

read more »

Tags:
setembro 7, 2016

O legado de Haddad para nossa Sampa

Edison Farah                      


07 de setembro de 2016

Ano 194 da Independência… Independência???

AspasANeste 7 de setembro, dia da nossa pátria sofrida e estuprada desde sempre, venho hoje falar aos meus diletos companheiros desta  carreira que foi tão aviltada pelos beócios peessedebundas, aparentemente fugindo do assunto do fisco paulista, neste momento tão grave por que passamos na SEFAZ,  para falar da outra tragédia que assola os paulistas e os paulistanos.

Sim, parece, fomos amaldiçoados pelos deuses, nós, os paulistas e os paulistanos.

No governo do estado temos um anão, um individuo cujo limite de competência seria a gerencia de botequins, ou, quando muito, de uma padaria de periferia, e que levou este estado, a “locomotiva” da nação, à sua dimensão de anão.

read more »

Tags:
maio 31, 2016

O bonde dos imbecis

Edison Farah

AspasA27 de maio de 2016

Brasil hodierno.
Exatamente isso. IMBECIS E CELERADOS!
É revoltante, e a continuar essa permissividade insana com a animalidade, com esta sublevação dos costumes e do senso comum natural, que começa com a tolerância a comportamentos anti-sociais aparentemente inofensivos, como as pichações selvagens elevadas a “expressões artísticas” dos menos favorecidos, estaremos caminhando inexoravelmente para a barbárie nesta terra.
Aliás, pelo que constatamos no dia a dia nas páginas policiais, nos sórdidos programas das TVs, em todo o  proselitismo midiático que promove diuturnamente a depravação dos costumes, na deseducação cívica permanente das massas pelo circo de horrores que é o Congresso Nacional, já vivemos a barbárie há muito tempo.
Por quem os sinos dobram?
Dobram por nós, brasileiros…AspasF

read more »

Tags:
maio 24, 2016

The walking dead…

Edison Farah

24 de maio de 2016

Mais  um texto direto e definitivo sobre a escória que se apossou desta terra e que tenta a todo custo destruir o que resta de vida civilizada neste desgraçado país.

Leiam. Fernando Pinheiro Pedro diz tudo (link aqui).

Grupo escorado em psicopatas sociais, em artistas parasitas, em drogados e marginais de toda espécie, em drogados e criminosos organizados como PCC, CV, ADA,  MST, black blocks e quejandos. Incluindo as camarilhas internacionais, o crime organizado do contrabando, do jogo, das drogas, das igrejas lavanderias, etc etc…

Pobre Brasil!!!

Assino embaixo.

farah.edison@gmail.com

PERFIL e ARTIGOS de EDISON FARAH

NOTA: O BLOG do AFR é um foro de debates. Não tem opinião oficial ou oficiosa sobre qualquer tema em foco.
Artigos e comentários aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus autores.

 

Tags:
maio 10, 2016

Série os “Príncipes da Republiqueta” [Edição extra]

Edison Farah

Chicaneiros, Nelson Rodrigues e a política nacional judicializada

AspasAEmbora tenha encerrado esta série, reabro-a agora com uma edição extra, pois os últimos espetáculos havidos naquele picadeiro onde se humilha o povo brasileiro e se escracha a dignidade da pátria, nos indignam de tal forma, e nos desesperam, pois deixam claro que estamos –os brasileiros-escravizados por um poder que foi empalmado por gente indigna de exercer cargos de tanta relevância no concerto institucional.
Bem definido pelo Pinheiro Pedro o STF que temos.
Esta é a maior tragédia legada pelo PT ao Brasil: o Judiciário, última instância de guarida do povo, aparelhado e desmoralizado. Dominado por chicaneiros. Trágico, muito trágico!
E se não lograrmos realizar uma profunda mudança institucional, com revisão de todo o aparato estatal, e da forma da composição dos poderes da República, não haverá salvação para esta terra.
Caminhamos inexoravelmente para uma debacle civilizacional irreversível.
Colegas, leiam o texto (link aqui), e chorem comigo.AspasF

farah.edison@gmail.com

PERFIL e ARTIGOS de EDISON FARAH

NOTA: O BLOG do AFR é um foro de debates. Não tem opinião oficial ou oficiosa sobre qualquer tema em foco.
Artigos e comentários aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus autores.

Tags:
abril 10, 2016

A traição, imperdoável, aos mártires da pátria

Edison Farah

Domingo, 10 de abril de 2016,  23,00 horas

Acaba de passar na Globo News, Domingo, 10/04/2016, 21,30 horas, um documentário sobre o Betinho. Recomendo assistirem, para chorar os ideais perdidos.

As emoções afloram, toda nossa vida perpassa nesses minutos qual um filme, como dizem acontecer na pré-morte. Todas as nossas lutas, de tantos já mortos, alguns de nós ainda neste plano, de Tiradentes a Leonel Brizola, de Don Helder Câmara a Zilda Arns,  de um Chico Mendes a um Vladimir Herzog,  dos trucidados entre 64 e 84, dos mortos todos nas diversas tentativas de aqui se criar uma nação republicana, todas as nossa lutas vêm à tona…

Nos sangra rever o engajamento de toda a sociedade nas campanhas do Betinho, de artistas  a religiosos, de intelectuais a empresários, de ricos e pobres, quando todos se uniram num projeto que, acreditava-se, promoveria a redenção do Brasil. Este projeto se chamava PT-Partido dos Trabalhadores!

E agora, 20 anos depois de governos “progressistas”, qual o resultado do poder ter sido entregue ao PT?

read more »

Tags:
março 28, 2016

Esquerdismo virou coisa de louco…

edisonf2webpEdison Farah

Diletos, o texto anexo (clique aqui) elucida como a onda do “politicamente correto”  se insere na estratégia do esquerdismo para destruir os valores que embasam a nossa civilização.

Ótimo trabalho, didático!

É preciso que se divulgue,  e se alerte para o risco que correm a verdadeira democracia e as liberdades individuais.

À luz desse texto percebemos com clareza a estratégia do PT no aparelhamento das instituições, na deformação da educação em todos os níveis, no incentivo à tal “arte popular”,

-que promove pichadores, vândalos e celerados à condição de “artistas”-, no gerenciamento das cidades, – vide a implosão da vida civilizada que Haddad patrocina em Sampa-, tudo um conjunto bem orquestrado com o objetivo da tomada do poder pela transformação dos cidadãos em zumbis anencéfalos, fantoches, para serem conduzidos como marionetes.

read more »

Tags:
março 5, 2016

Como Cingapura venceu a corrupção

edisonf2webpEdison Farah

São Paulo, em 05 de março de 2016

Diletos, sem mais comentários, neste texto do Marcos Sawaya está explicado de forma muito simples como se enfraquece as instituições nas republiquetas subdesenvolvidas pelo aviltamento dos seus operadores, o funcionalismo público das carreiras essenciais ao Estado.

E claro fica qual o projeto dos desgovernos que temos tido desde sempre, dos partidos políticos que aqui medram, todos empalmados por escroques a serviço da rapinagem estruturada.

Sem extinção total do sistema político eleitoral que aqui vige jamais haverá solução para o Brasil. Não há lava-jato que resolva.

E fica cristalinamente explicado o imutável comportamento dos desgovernantes desta terra, de qualquer partido a que pertençam, com o funcionalismo público. A ordem é aviltar, aviltar e aviltar, até que só restem no serviço ao povo gente da pior qualificação técnica e moral.

Leiam.

farah.edison@gmail.com

PERFIL e ARTIGOS de EDISON FARAH

NOTA: O BLOG do AFR é um foro de debates. Não tem opinião oficial ou oficiosa sobre qualquer tema em foco.
Artigos e comentários aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus autores.

janeiro 25, 2016

[Convocação] Movimento Fisco Livre

Edison Farah

pmsp25 de janeiro de 2016

Convoco, nesta data emblemática de fundação de São Paulo,  cidade símbolo da garra bandeirante e do empreendedorismo,  todos os operadores do fisco nacional, das 3 esferas, Federal, Estadual e Municipal, para que, através suas representações classistas, sindicatos, associações e federações, MANIFESTEM-SE  em toda a mídia, de forma assertiva, clara, e contundente, contra qualquer aumento de impostos, taxas, e ou contribuições para qualquer nível da atividade econômica neste país.  

Cerrem fileiras com as  instituições da sociedade civil, com os trabalhadores e empresários, e DEMONSTREM que estamos  ao lado do povo, que trabalhamos  para o povo, e que somos parte da CONSTRUÇÃO da Nação e não parasitas da Nação.

Se quisermos o respeito e admiração dos brasileiros é essencial que nos posicionemos claramente na defesa dos interesses maiores da pátria que se quer construir.

Assim, está feita a convocação!

Até o momento não vimos de nenhuma classe fiscal a necessária e urgente tomada de posição ante os desmandos do Executivo e do Congresso Nacional que levaram este país a esta trágica desesperança coletiva.

Ao trabalho companheiros. Urge posicionamento.

 A quem serve o Fisco???

Esta é a questão essencial que precisa ficar explícita!

.

farah.edison@gmail.com

PERFIL e ARTIGOS de EDISON FARAH

NOTA: O BLOG do AFR é um foro de debates. Não tem opinião oficial ou oficiosa sobre qualquer tema em foco.
Artigos e comentários aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus autores.

Tags:
janeiro 19, 2016

Dívida Pública: a grande armação que escraviza um povo inteiro!​

edisonf2webpEdison Farah​

​São Paulo, em 18 de janeiro de 2015

​Meu ​preclaros colegas, operadores do fisco nacional.
Corroborando minha permanente afirmação de que o déficit da previdência e o orçamento federal são um grande engodo, peço, para que tenham clara consciência de grande mentira da qual nós todos fazemos parte, porque incapazes de denunciar ao público, como operadores do tesouro que somos, a grande mentira que escraviza o povo todo, e cujos resultados são a saúde falida, a educação falida, a segurança pública falida, numa palavra, a morte!

Esta é a obrigação dos sindicatos do funcionalismo público que detêm a verdade, os dados, as estatísticas, mas as escamoteia.

read more »

Tags:
janeiro 16, 2016

Mensagem aberta ao novel Corpo Diretivo do SINAFRESP

edisonf2webpEdison Farah

16 de janeiro de 2016      

Meus preclaros colegas que hoje assumem os destinos do nosso Sindicato,

Desde  a fundação desta agremiação tenho insistido em transmitir princípios que devem nortear a ação dos que se dispõem a representar e defender nossa carreira.

Incisivamente, desde a assunção da diretoria eleita para o mandato 2006-2008 elenquei os princípios que devem nortear a representação classista dos funcionários responsáveis pela coisa pública nesta terra, precipuamente aqueles que abraçam as carreiras típicas de Estado, como é o caso da nossa carreira. Entendo, e afirmo reiteradamente que é dever das carreiras essenciais a defesa dos verdadeiros interesses do povo, e a afirmação da república, vez que nosso povo é deficiente em termos de cidadania.

read more »

Tags:
janeiro 11, 2016

Série “Os Príncipes da Republiqueta” – Parte III

Edison Farah

10 de janeiro de 2016

O pixuleco pelo qual o STF jogou na latrina a Segurança Jurídica no Brasil

Nos dois textos anteriores desta série que finalizo hoje afirmei que é uma falácia a democracia brasileira porque não temos um verdadeiro poder Judiciário. E não é verdadeiro porque não é autônomo, não é independente, e é organicamente engendrado para servir aos interesses do poder maior que sempre, nesta terra, foi  prevalente, que é o poder do grande capital.

Repetindo:

 Afirmo há muito tempo que não temos a instituição “Justiça” no Brasil, e não a temos porque o Judiciário brasileiro abriga uma sósia da Justiça mitológica que, ao contrário da verdadeira,   não  é cega e nem surda, e que, acoitada pelas falhas estruturais e operacionais da instituição,  como se dá com todos os serviços públicos- da educação à saúde à segurança pública-, que são obrigações que um estado democrático de direito deve oferecer  aos seus cidadãos, e que o que temos, na prática, é uma permanente  injustiça, mormente para os desabrigados da fortuna, a massa popular que não tendo recursos para pagar profissionais de escol que sejam possuidores do fio de Ariadne, para percorrer o labirinto de Creta, chegar ao Minotauro, e domá-lo com os agrados que lhe acalmam, que no caso da mitologia, eram jovens que ele devorava… rsrsrs

Quais serão as oferendas que acalmam os minotauros de hoje neste labirinto que é o Judiciário brasileiro? ”

Pois bem, vamos demonstrá-las a seguir, com clareza meridiana, apresentando números eloquentes que por si só dizem tudo. Apresentamos aqui, retirada do Portal da Transparência,  uma pequena amostra da composição da remuneração dos servidores do Judiciário de um estado da federação para exemplo, no caso, o Estado de São Paulo, folha de pagamento de novembro de 2015, sem identificação nominal do servidor porque a ética ainda pauta nossas ações.

sal_magis

read more »

Tags:
dezembro 2, 2015

O Brasil sob domínio do mal

Edison Farah

São Paulo, em 01/12/2015

Diletos, me veio  aos olhos, via internet,  o texto abaixo, mandado por uma amiga brilhante -(lúcida e com acuidade interpretativa perfeita da realidade dos nossos  dias, e do circo de horrores que se chama Brasil)-, de quem tenho a sorte de merecer consideração e  amizade.

Transcrevo-o aqui, para que meus preclaros colegas  meditem. E para que vislumbrem, sem fugas, o que se faz com a juventude deste país.

E imaginem como será cada dia do porvir com essa massa tão evoluída. Estamos vivendo a Parusia, sem dúvida. Tomara!

No Brasil, como sempre primeiro em tudo o que significa decadência e barbárie, as coisas são elevadas ao paroxismo absoluto. Vide o que rola nos pancadões. Sim, Satanás é a melhor analogia.

Para os que creem em instâncias superiores, metafísica e quejandos, Nossa Senhora de Medjugorje já avisava na década de 90 que o Brasil estava sob o domínio do Mal…

E, sem dúvida, o mal é essa “soi disant” esquerda psicopata tão bem alcovitada no PT. Sua cúpula e a maior parte de sua base são agentes do demônio, compõem as falanges do Mal numa ação intensiva na destruição de qualquer resquício de civilização, vide um dos chefes destas falanges, este Haddad, que depois dele, não mais crescerá grama em Sampa. Haddad reúne em si os 4 cavaleiros do apocalipse…

Estes exus empalmaram a política, e o que se concretiza dia a dia no Executivo, e no Congresso Nacional  faz corar Lúcifer. Nem Ele imaginaria que seus discípulos atingiriam tal performance na difusão e banalização do Mal, na destruição da essência de uma Nação, na implosão do convívio civilizado entre os cidadãos, no arremesso de  200 milhões de almas num desespero tão intenso, cotidiano,  que faz do inferno das escrituras uma desejada sauna recreativa.

O poder ter sido dado ao PT foi a maior tragédia e maldição que aconteceu ao Brasil. Muito difícil será a recuperação do estrago civilizacional que fizeram pela degradação do caráter do povo.

E eu, como tantos idiotas, acreditei nessa gente! Como  são sedutores os diabos…

Supimpa esta exposição de  Flavio Morgenstern. Supimpa e definitiva!

Curtam  o texto em todos os detalhes: vão fundo que vale.

Este é meu presente  de Natal para os otimistas […] Continue lendo

Tags:
agosto 13, 2015

Série “Os Príncipes da Republiqueta”

Edison Farah

II – A dinâmica e a operacionalidade do judiciário tupiniquim

“Justiça que tarda não é justiça”
[Ruy Barbosa]

Trago mais um texto de Antônio  Fernando Pinheiro Pedro que assinala e demonstra como o Judiciário, pela sua  disfuncionalidade,  atenta  contra a democracia no dia a dia.

Afirmo há muito tempo que não temos a instituição “Justiça” no Brasil, e não a temos porque o Judiciário brasileiro abriga uma sósia da Justiça mitológica que, ao contrário da verdadeira,   não  é cega e nem surda, e que, acoitada pelas falhas estruturais e operacionais da instituição,  como se dá com todos os serviços públicos- da educação à saúde à segurança pública-, que são obrigações que um estado democrático de direito deve oferecer  aos seus cidadãos, o que  temos na prática é uma permanente  injustiça, mormente aos desabrigados da fortuna, a massa popular que, não tendo recursos para pagar profissionais de escol que sejam possuidores do fio de Ariadne, para percorrer o labirinto de Creta , chegar ao Minotauro, e domá-lo com os agrados que lhe acalmam, que no caso da mitologia, eram jovens que ele devorava… rsrsr

Quais serão as oferendas que acalmam os minotauros de hoje neste labirinto que é o Judiciário brasileiro? […] Continue lendo

Tags: