Amafresp

edisonf2webpEdison Farah

Companheiros, embora não seja usual nas redes sociais  textos que destaquem sucessos de entidades ou associações, e apontem méritos de dirigentes, pois a moda é sempre malhar e aviltar, como é praxe na mídia, entendo que devemos, por dever cívico e pelo exercício do bom corporativismo, e pela honestidade que deve conduzir nosso comportamento e ações, divulgar as coisas que funcionam bem  em nossas associações classistas.

Por isto publico aqui, hoje, a carta que encaminhei como agradecimento à gerente da AMAFRESP, -a Cooperativa de Saúde do Fisco Paulista-, em episódio recente que envolveu a saúde de minha mãe.

O intuito é mostrar aquilo que temos como real patrimônio, e que precisa ser preservado de injunções politicas deletérias, e mesmo proteger de comportamentos resultantes da imaturidade e/ou inexperiência e/ou ambições e/ou má-fé, que compõem parte do espectro politico-classista.

O que temos de bom precisa ser preservado, mormente tendo-se em vista o aviltamento que sofremos enquanto carreira de Estado, e de toda a campanha sórdida que a mídia brasileira, em seu permanente projeto de desmonte do Estado, a serviço do banditismo planetário, promove contra todos os funcionários públicos deste deste país.

AspasA.

São Paulo, 20h00, em 11 de agosto de 2014

Rosângela,

Quero deixar consignado através de você um testemunho de reconhecimento e de agradecimento pelo tratamento que sempre recebemos quando necessitamos da AMAFRESP.

Através de você porque você é o elo que operacionaliza os serviços do nosso plano de saúde.

Acabou hoje mais um episódio de atenção especial com minha mãe, Olga Farah, que se iniciou dia 09 de agosto próximo passado, e terminou hoje. Mais uma complicada cirurgia, das tantas que tem sofrido minha mãe.

Mais um episódio dos tantos que  temos sido objeto nos últimos  anos. Tanto minha mãe, como eu mesmo e minha esposa.

Agradeço a você, e peço que estenda aos nossos dedicados diretores Toloi e Teruo, e à toda a equipe da AMAFRESP, e também ao nosso Conselho Deliberativo, na pessoa do seu Presidente, Luís Augusto, pela equilíbrio e descortino com que  conduzem os destinos da nossa associação.

Devemos tornar públicos nossos testemunhos, todos os que nos utilizamos da AMAFRESP, para que as novas gerações entendam a importância do tesouro que temos, nós, AFRS, que é a AFRESP/AMAFRESP.

Ouso dizer que se não fosse o tratamento de ponta que minha mãe tem recebido nos últimos 25 anos, sem dúvida ela  já teria partido. E vai completar 96 anos em janeiro próximo. Talvez seja a afrespiana  mais idosa.  Mais uma vez, após tantas cirurgias, ela sai do hospital recuperada para ficar mais algum tempo conosco.

Apesar de todas as agruras que temos passado, de todas as injustiças e ignomínias perpetradas pelos governantes do Estado de São Paulo, que gravam nossa classe, sem dúvida,  termos construído a  AFRESP  é uma conquista exitosa, que conseguimos com nossos esforços e sacrifícios de mais de 60 anos.

Por esse ingente sacrifício e luta diuturna logramos ter hoje o melhor plano de saúde do Brasil.

E é o melhor  porque nós somos seus proprietários. Não é comercial. Não  vende saúde como  bem de consumo. Não é indústria de medicina. É uma cooperativa. Pertence a nós. Depende de nós  sua manutenção. Chegou a esse ápice de qualidade no atendimento porque nós a fizemos assim.

E então é essencial  que os que chegam agora à carreira tenham plena consciência do patrimônio que têm nas mãos.

Enquanto  tudo falha neste país, quando os serviços governamentais de saúde são uma das maiores tragédias do nosso sofrido povo, nós temos a segurança de saber que, se doentes, teremos do melhor que há em  medicina moderna e eficaz. Que temos ao nosso alcance todos os recursos para a mantença da vida com qualidade.

Isto devem  as novas gerações assimilar e abraçar, para que envidem  esforços na defesa permanente  deste patrimônio inestimável, que é inestimável porque nesta terra falta tudo à maior parte do povo, e que é algo que consolidamos numa saga  arrostada por várias gerações.

Todavia, mais do que isso, do que serviços escorreitos, do que os  melhores médicos,  laboratórios  e hospitais, mais do que tudo isso, desses serviços de altíssima qualidade,  o que temos de mais precioso, de maior  valor sobre todos os aspectos, são  as pessoas que conduzem este nosso empreendimento da saúde.

Estas pessoas que estão atrás dos balcões de atendimento, nos seus uniformes de trabalho, desde  os tarefeiros mais simples às gerências e diretorias, estas pessoas, você, e toda a sua equipe,  nos fazem acreditar que é possível alcançar aquele padrão de excelência que só se atinge quando se serve ao próximo com Amor. Quando, subjacente ao nosso trabalho, está a compaixão.

E isto facilmente se constata  em cada pequena atitude do atendimento de vocês, desde o carinho no trato pessoal, na elegância com que atendem às diversas solicitações, mesmo as mais estapafúrdias, até na rapidez  da autorização para procedimentos,  internações, exames dos mais dispendiosos.

Quando comparamos com os planos  mercantis que dominam a medicina privada nesta terra, –e todos temos mil exemplos de amigos e parentes sufocados por esses planos,- que, para qualquer procedimento estes mercenários criam tantos óbices, na expectativa de que o paciente morra sem gastar, e que para tratamentos mais diferenciados ou onerosos sempre há que se recorrer ao Judiciário para que se cumpra o contrato, é então que  avaliamos o nosso privilégio, e temos a noção exata do patrimônio que construímos nestas décadas.

A falta de solidariedade, de reconhecer no rosto dos nossos semelhantes o nosso próprio rosto, é a causa da pior das doenças que o ser humano sofre neste 3º milênio: a solidão e a indiferença dos nossos iguais.

Terceiro milênio este que imaginávamos como o da vitória da luz do Amor sobre a escuridão da escravidão, mas que, cruelmente, já nos seus primeiros decênios, está se descortinando como um período de muita barbárie e crueldade entre os povos, com prevalência das forças do Mal sobre a terra.

Embora estejamos no ápice da tecnologia e da ciência, o homem nunca esteve tão só, porque perdeu seus valores essenciais, suas raízes, seu sentimento de pertencimento a uma família, a um grupo, a uma nação, e vê sua vida esvair-se no jogo de poderosas forças econômicas que a tudo se sobrepõem.

Assim, na área da saúde deste país tão infelicitado e tão injusto para com sua população, é alvissareiro quando encontramos um time como o de vocês nesta área que é uma das carências mais aviltantes das que oneram nosso povo.

Que o Supremo Arquiteto do Universo os contemple sempre com suas bênçãos, e que vocês sigam indefinidamente neste caminho de semeadura do bem para o próximo.

A mim, muito mais do que os tratamentos que me vêm dando e à minha família,  vocês reforçaram minha fé de que as pessoas de bem ainda prevalecerão nesta terra.

A todos um beijo, com muito carinho.AspasF

farah.edison@gmail.com

PERFIL e ARTIGOS de EDISON FARAH

NOTA: O BLOG do AFR é um foro de debates. Não tem opinião oficial ou oficiosa sobre qualquer tema em foco.
Artigos e comentários aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus autores.

3 Comentários to “Amafresp”

  1. Excelente a exposição e o agradecimento. Infelizmente temos o hábito de enxergar só as coisas ruins e nos esquecemos de reconhecer, e agradecer, as que são boas. A AMAFRESP é, sim, o nosso maior patrimônio. Nasceu, e está, em excelentes mãos.

  2. Excelente iniciativa, colega Edison. E que bênção termos nos dias de hoje uma associação correta como a AFRESP para nos representar e amparar na área da saúde. É meu desejo que todos os brasileiros tenham acesso a semelhante atendimento nos seus momentos de aflição. Dinheiro não falta em nosso País!

  3. Faço minhas as palavras do Edson. Parabéns aos filiados. Não existe no Brasil, nada melhor em termos de plano de saúde.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: