Presidente do Sindifisco recebe ameaça de morte

Episódio ocorreu após sindicato divulgar existência de ‘codificados’ na folha de pagamento do governo

O presidente do Sindicato dos Integrantes dos Servidores Fiscais Tributários do Estado da Paraíba (Sindifisco-PB), Manoel Isidro*, decidiu recorrer às autoridades policiais, como a Polícia Federal, para apurar ameaças recebidas por meio de uma ligação anônima para sua esposa.

Em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, Isidro comentou que alguém ligou para sua esposa e deixaria um recado: “diga para que ele fique na dele e cuidado com a vida e a sua”, finalizando dizendo que o recado estava dado”

É um número confidencial, não sei quem ligou, mas já procurei a Polícia Federal, fiz um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil e entregamos as delegacias especializadas que estão investigando a questão do caso dos codificados”, disse.

Questionado a respeito do motivo da ameaça, o presidente disse que não pode afirmar se tem relação com a divulgação da lista dos codificados feita recentemente, mas ressaltou que nunca tinha passado por nenhuma situação do tipo. “Não sei o que está acontecendo, não tenho noção do que acontece com a questão dos codificados, a única coisa que o Sindifisco fez foi disponibilizar à imprensa informações referentes aos codificados repassadas pelo Tribunal de Contas do Estado.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA:

A direção do Sindifisco-PB informa aos filiados e a toda sociedade paraibana o acontecimento de um fato repugnante ocorrido no último dia 04 de julho, que atinge toda a categoria fiscal, em especial a pessoa de um dos nossos representantes classistas, o Presidente do Sindifisco-PB, Manoel Isidro.

Por meio de ligação telefônica anônima, Manoel Isidro teve ameaçada sua integridade física e de sua família, possivelmente por conta da divulgação à sociedade de informações públicas encaminhadas ao sindicato pelo Tribunal de Contas, referente à existência de trabalhadores “codificados” na folha de pagamento do Governo do Estado.  

A divulgação desses dados fomentou a discussão sobre a transparência das despesas estaduais, principalmente a folha de pessoal, tanto que atualmente todas as despesas deste tipo estão disponíveis no portal do TCE, que disponibilizará também em breve as informações atualizadas dos ditos “codificados”. 

As providências legais já foram tomadas junto aos órgãos competentes na esfera estadual e federal para que os criminosos responsáveis pelas ameaças anônimas sejam descobertos e punidos, de forma a garantir o exercício de nossa cidadania sem intimidações de qualquer espécie. 

Em mais de 27 anos de existência, nenhuma ocorrência deste tipo foi registrada por nosso sindicato. A diretoria do Sindifisco-PB repudia veementemente as ameaças e continuará a defender incansavelmente a transparência dos dados públicos em todas as esferas e órgãos da administração.”

* Foi presidente da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), gestões 2010-2013 e 2013-2016

Fonte: Paraiba OnLine

Leia também:

Presidente da Unafisco sofre ameaça de censura

Fiscal protocola pedido de impeachment do governador

Auditor fiscal é assassinado em Rondônia

Atentado contra auditor fiscal. Justiça mantém condenação

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: