Justiça manda USP deve devolver salário a grevistas

Corte dos salários motivou fim da paralisação, após 67 dias

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2) considerou que a greve realizada pelos servidores da Universidade de São Paulo, de maio a julho, não foi abusiva. O Sintusp informou, em nota, que cerca de 460 funcionários deverão ter os salários devolvidos, número que não foi confirmado pela universidade até às 18h. Segundo o texto divulgado:

Zago (reitor) tentou fazer com que os trabalhadores da USP, principalmente estes 460 companheiros, pagassem este preço absurdo por lutar contra o desmonte que ele está fazendo com a USP”

Após a decisão, o tribunal determinou ainda a devolução dos salários dos funcionários, descontados pela universidade ao longo da greve. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), o corte de ponto atingiu centenas de servidores, em especial os que recebem salários menores, de até R$ 3 mil. A universidade não informou quando os valores serão pagos.

Os funcionários da USP cruzaram os braços em maio, reivindicando reajuste salarial – que não foi dado – e mudanças nas medidas econômicas tomadas pela administração da universidade, que vive grave crise financeira. O corte dos salários foi um dos motivos que levaram os grevistas a terminarem a paralisação, após 67 dias.

Fonte: Exame

Leia também:

Isolados, funcionários da USP encerram greve

Queda de braço: Temer versus Auditores da RFB

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: