A fúria dos coronéis, meeiros proprietários da Fazenda…

…das Alterosas, que preferem o confronto suicida a perder os anéis!

João Batista Soares (MG)*

Fui surpreendido com um Processo Administrativo Disciplinar – PAD, publicado no Diário Oficial de MG, sábado, em 16/04/2016 (JBS, MASP 666.370-2, AFRE), tendo em vista a crítica cientifica proferida no artigo Análise da Receita Tributária (ICMS) e demais estados (2015 X 2014), cujo diagnóstico, após os tratamentos dos dados levantados, indicou que MG tivera um péssimo desempenho em 2015, comparado com 2014, razão pela qual MG rumava para o precipício, tendo em vista, mormente, em face de um modelo gerencial falido, arcaico e de viés patrimonialista, cujo critério de seleção dos líderes cingiu-se à subserviência e/ou a laços de amizades ou familiares, com a criação de um seleto grupo, cheio de regalias, dentro do qual ninguém entra nem sai (palavras do Subsecretário da SEF_MG).

A tudo isso chamei “CHEIRO DE PACTO CORRUPTO NO AR”, posto que transpirava um acordo tácito entre gerentes e fiscais, razão da expressão: você não mexe no meu caviar e eu não atrapalho seu jantar! Talvez essa a principal razão da baixa produtividade do Fisco, conforme também afirmado pelo Subsecretário da SEF_MG.

Para a Corregedoria da Fazenda, um pecado mortal. Assim, ação correicional urgente precisa ser aplicada. Afinal, trata-se de uma Auditor “rebelde” e não alinhado, que deve ser perseguido e imediatamente alijado ou lobotomizado. Portanto, PAD nele!

Num momento inc(s)cipiente, os membros da sindicância adiantaram que não concordavam com a investigação, mas (escapuliu!) a “pressão” foi grande e, portanto, o que era uma “apuração pro forma e natimorta,  fadada ao arquivamento, ganhou vida, e a força do ódio.

Ainda assim, medidas preventivas foram tomadas pelo inquirido, porque “prudência e canja de galinha não fazem mal a ninguém”. Pareceu-me, pois, acertada a cautela. O PAD, como fênix, renasceu e aí está, com as garras afiadas para me dizimar. “Impeachment” nele, uma ameaça ao modelo gerencial tucano, mas que perdura nos “novos tempos” pós 2014.

Diz o ditado popular, extraído do túnel do tempo da regressão do divã do psiquiatra: que os hipócritas e pusilânimes escudam-se na retórica e, sob o manto protetor da Administração Pública, sempre fazem valer seus interesses particulares.

Lamentavelmente, em apequenada atitude, os medalhões da SEF_MG, ejaculadores de um modelo gerencial caduco, construído midiaticamente, que vige há mais de 13 anos, são movidos por um ódio graúdo e um pensamento miúdo.

Para se perpetuarem em seus cargos (porque fiscalizar é atividade que deprime e pode matar), e percebendo, pelo menos, R$8,0 mil a mais de salário, além, claro, de outras benesses pouco afetas ao interesse coletivo, reagem iguais animais irracionais para rechaçar qualquer crítica ou proposição de alteração do modelo atual, reconhecidamente patrimonialista, ineficiente e totalmente contraproducente.

O critério principal de nomeação desses gerentes fora a subserviência cega ao “plano estratégico” dos tempos bicudos, cujas sobrevidas parecem sem fim, posto que persistem as mesmas figuras que tantas agruras trazem ao Fisco e ao povo mineiro, mesmo tendo sido eleito um governo oposicionista, com a visão econômico e social antagonista.

Isso tudo me dá até preguiça. Onde inicia e termina a sanidade mental? Por que tantos pedidos de licença saúde do auditor fiscal? Há na SEF_MG mente normal? A minha não sê-la, vez que meu nome está “na boca e no pensamento do povo: um sujeito problemático, que precisa ser alvo, pelo menos, de um criterioso PAD; caso necessário, para evitar que os coronéis percam os anéis, classifique-o como louco, lobotomize-o e envie-o ao Pinel!

Ainda bem que tenho a trincheira do SINFFAZFISCO, com um corpo jurídico competente, além de beldades que dão musicalidade à falta de civilidade dos meus inimigos vorazes.

Escutem os gritos e gemidos dos torturados e excluídos! Entreguem os anéis, coronéis! Se não houver esse gesto de grandeza, rumaremos definitivamente para o fundo dos tonéis. Não se chafurde ainda mais debaixo das asas desses irracionais.  Eles só têm visões umbilicais. Haja com altivez, pelo menos uma vez!

Olhe para o espelho: seja um exemplo e modelo para seus filhos. Isso é saudável, além de glorificável. Verá, se algum dia oportunidade houver, que a vida na SEF_MG não supera a posteridade que o abraço da morte brevemente nos dará.

Não seja mais um Zé Mané. Seu tempo passou. Repasse o boné! Você está no fim de carreira e não precisa ter tanta gente “pegando no seu pé”. Mostre que seus 35 anos de Fazenda não foram espirros provocados por rapés.

baptistaseares@gmail.com

* Auditor Fiscal da Receita Estadual de Minas Gerais, desde dez/1999.
Pós graduação em AUDITORIA (UFMG), em DIREITO TRIBUÁRIO (PUC_MG) e em CONTABILIDADE GOVERNAMENTAL (Cândido Mendes).

NOTA: O BLOG do AFR é um foro de debates. Não tem opinião oficial ou oficiosa sobre qualquer tema em foco.
Artigos e comentários aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus autores

Leia também (do mesmo autor):

Procura-se alguém que não se venda por um vintém…

Programa Regularize de Minas gera polêmica

A maldição do Sub¹ sob a sina da SRE² da SEF-MG

Análise da Receita Tributária (ICMS) de Minas e demais estados

SEF/MG e o modelo gerencial patrimonialista

Substituição Tributária e a sanha arrecadatória de Minas

Técnicas de cooptação aplicadas em Minas…

A falácia do choque de gestão em Minas Gerais…

Tags:

3 Comentários to “A fúria dos coronéis, meeiros proprietários da Fazenda…”

  1. MAL CONHEÇO ESSA PEÇA . MAS PELO QUE SEI , ELE É MEIO MALUCO E MEIO CORAJOSO E MEIO INTELIGENTE.
    QUANTO AO QUE ELE ESCREVEU COM A VÍRGINIA , A RESPEITO DO TRABALHO NA SEF , A ALGUM TEMPO , CONCORDO COM QUASE TUDO.

  2. A principal característica do autor é ser excessivamente leviano, o que retira a credibilidade de seus textos.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: