Governo Alckmin atrasa bônus de fiscais paulistas

redcardPagamentos, há mais de um ano, tem sido sistematicamente atrasados

A manifestação acabou de acontecer, segundo informações do Sindicato dos Agentes Fiscais de Renda de São Paulo (Sinafresp). A categoria é responsável pela cobrança do ICMS, IPVA, ITMCD e outros tributos estaduais, cuja receita superou os R$ 142,2 bilhões em 2015.

O descumprimento da promessa pelo secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, Renato Villela, de pagar a participação por desempenho referente ao último trimestre de 2015 no mês de fevereiro, levou os cerca de 3.500 agentes fiscais de rendas do Estado de São Paulo a iniciar um movimento de protesto em todo o Estado. O prazo original para esse pagamento era o final de dezembro do ano passado. A categoria é responsável pela cobrança do ICMS, IPVA, ITMCD e outros tributos estaduais, cuja receita superou os R$ 142,2 bilhões em 2015.

O primeiro passo foi entregar ofício feito pela diretoria do Sinafresp, entidade sindical da categoria, ao titular da Coordenadoria da Administração Tributária (CAT), Luciano Garcia Miguel. O mesmo documento foi entregue aos delegados regionais espalhados pelo Estado de São Paulo. O ofício pede que os gestores tomem providências em favor da valorização da categoria. Somente na sede da Secretaria da Fazenda paulista cerca de 300 fiscais acompanharam a entrega do documento ao titular da CAT.

Os fiscais querem que o documento seja avaliado na próxima reunião dos delegados regionais, que acontecerá ainda nesta semana.

Neste momento, os fiscais exigem a regularização dos pagamentos, que há mais de um ano tem sido sistematicamente atrasados. Paralelo, a diretoria do sindicato, que assumiu em janeiro desse ano, retoma os pleitos da categoria pela reestruturação da carreira, os quais também tem sido negligenciados pelo governo estadual. Se o pleito não surtir o efeito desejado, novas ações de protesto serão realizadas nos próximos dias. O sindicato também se prepara para outras ações em relação a valorização da classe junto ao governo” [informou a nota do Sinafresp]

Fonte: Correio Braziliense

Leia também:

Governo do Rio quer o fim do bônus por metas

Auditores derrubam receita

Atrasos da PR e as letras mortas da lei

Secretário garante o pagamento da PR até 29 de fevereiro de 2016

4 Comentários to “Governo Alckmin atrasa bônus de fiscais paulistas”

  1. Agora vai! é assim que se começa a colocar as coisas em seus devidos lugares. A classe de Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo vem sofrendo descaso do Sr. Governador Geraldo Alckmin desde do início do seu governo, após a morte do Ex-Governador Mário Covas. É claro que o Sr. Governador não haje sozinho. Ele tem a seu lado uma equipe econômica, assessores e alguns secretários de outras pastas, como os da Casa Civil e da Gestão e Planejamento que, talvez por não conhecer o trabalho executado pelos fiscais de rendas, vêem, continuadamente, praticando atos administrativos em desfavor dessa honrosa categoria de servidores públicos do Estado. De outro lado, parece que o Sr. Secretário da Fazenda, tanto o anterior como o atual, é o responsável pela continuidade desses descasos administrativos porque passa a classe de Agentes Fiscais de Rendas. Então, necessário se faz reconhecer o trabalho dos fiscais de rendas que buscam sempre aumentar a arrecadação de impostos através de seus trabalhos, na execução de ações fiscais no combate à corrupção e sonegação fiscal. Portanto, é preciso que o Sr. Governador e seus diletos súditos, auxiliares de comando no Executivo, voltem seus olhares e suas ações administrativas em prol da classe de fiscais de rendas, atualizando os salários dessa categoria, que está defasado em torno de quarenta por cento e que também atualize os pagamentos da Participação nos Resultados (PR), instituída pela LC 1059 / 2008.

  2. Ou a classe afirma seu valor ou seremos permanentemente tratados como súditos feudais.

  3. GREVE POR UM LONGO PERÍODO.

  4. É inacreditável que um governo que ganha a eleição no 1º turno, deixa as finanças do principal Estado do pais aos frangalhos, pelo mal uso do dinheiro público e pela desvalorização da carreira dos Auditores Fiscais, carreira esta, que quando motivada pode reverter a queda real da arrecadação do Estado. A grande mídia é paga para não levar esse caos ao conhecimento da população.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: