AFRs-SP: Desvalorizados ao extremo

alexandroafonsoAlexandro Afonso

Mais uma vez o Governo Alckmin corta o salário e imputa a nós os seus erros administrativos. O discurso é sempre o mesmo: tempo de crise com “arrecadação caindo” demanda congelamento salarial.

Se o Governo Alckmin quer falar em termos reais, vamos mostrar o nosso salário em termos reais também. De 2006 a novembro de 2015 acumulamos 59% de perda em relação à arrecadação do ICMS, 48% em relação ao PIB Paulista e ~17% em relação à inflação.

O Gráfico abaixo mostra de forma visual o desprezo do Governo Alckmin em relação aos resultados do nosso trabalho. Mas o Governo Alckmin não para por aí, ainda diz que não pode nos pagar 25% do nosso salário (PR) porque não demos resultado suficiente para ter dinheiro no caixa.

Então me diga, o que fizeram com os 42% de dinheiro adicional acima da inflação que colocamos no caixa do Estado desde 2006?

Haja.

alexa_desvalo

afr.afonso@gmail.com

ARTIGOS de ALEXANDRO AFONSO

NOTA: O BLOG do AFR é um foro de debates. Não tem opinião oficial ou oficiosa sobre qualquer tema em foco. Artigos e comentários aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus autores.

5 Comentários to “AFRs-SP: Desvalorizados ao extremo”

  1. Na primeira noite eles se aproximam
    e roubam uma flor
    do nosso jardim.(NÍVEL BÁSICO)
    E não dizemos nada.
    Na segunda noite, já não se escondem;
    pisam as flores,(NÃO REAJUSTE SALARIAL)
    matam nosso cão,(MATAM O SINDICATO)
    e não dizemos nada.
    Até que um dia,
    o mais frágil deles
    entra sozinho em nossa casa,
    rouba-nos a luz, e,(PRESTÍGIO DA CARREIRA)
    conhecendo nosso medo,
    arranca-nos a voz da garganta.(AUTORIDADE TRIBUTÁRIA)
    E já não podemos dizer nada.

  2. Ganhamos 1/4 do que Juizes e MP ganham, 1/2 do que os Procuradores do Estado(Executivo), e estamos ganhando a mesma coisa que um oficial de justiça TRF, ou até mesmo um Analista Judiciário TRF se desconsiderar o Auxílio Transporte(já que é uma reposição do que é gasto na atividade), bem, a PR já virou mito então nem entra nos cálculos…Triste realidade principalmente para os novatos externos, abraços.

  3. A vida não tem sido boa para o Xuxuleco e tenho certeza que vai piorar. Acidente de percurso com a morte do Dr. Mario Covas e se acha. Escândalo novinho da merenda escolar paulista (roubar comida de crianças deveria merecer pena de morte). Há eleições por vir e certamente a paga também vira das urnas.

  4. É em momentos como este que deveria haver maior união entre as carreiras do Estado. Reposição salarial é direito de todos os servidores e se estes se juntassem por esta pauta única, ninguém poderia passar por cima. É hora de olhar o cenário que está surgindo, o Estado de São Paulo quer reduzir sua dependência dos AFRs, seja pelo emprego de novas tecnologias, que permite a redução da carreira (dos 4750 cargos, mais de 1.300 estão vagos) ou por qualquer outro meio que encontre. A carreira forte de hoje pode não ser forte amanhã, mas o conjunto das carreiras tem força sempre.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: