Archive for janeiro 11th, 2016

janeiro 11, 2016

Série “Os Príncipes da Republiqueta” – Parte III

Edison Farah

10 de janeiro de 2016

O pixuleco pelo qual o STF jogou na latrina a Segurança Jurídica no Brasil

Nos dois textos anteriores desta série que finalizo hoje afirmei que é uma falácia a democracia brasileira porque não temos um verdadeiro poder Judiciário. E não é verdadeiro porque não é autônomo, não é independente, e é organicamente engendrado para servir aos interesses do poder maior que sempre, nesta terra, foi  prevalente, que é o poder do grande capital.

Repetindo:

 Afirmo há muito tempo que não temos a instituição “Justiça” no Brasil, e não a temos porque o Judiciário brasileiro abriga uma sósia da Justiça mitológica que, ao contrário da verdadeira,   não  é cega e nem surda, e que, acoitada pelas falhas estruturais e operacionais da instituição,  como se dá com todos os serviços públicos- da educação à saúde à segurança pública-, que são obrigações que um estado democrático de direito deve oferecer  aos seus cidadãos, e que o que temos, na prática, é uma permanente  injustiça, mormente para os desabrigados da fortuna, a massa popular que não tendo recursos para pagar profissionais de escol que sejam possuidores do fio de Ariadne, para percorrer o labirinto de Creta, chegar ao Minotauro, e domá-lo com os agrados que lhe acalmam, que no caso da mitologia, eram jovens que ele devorava… rsrsrs

Quais serão as oferendas que acalmam os minotauros de hoje neste labirinto que é o Judiciário brasileiro? ”

Pois bem, vamos demonstrá-las a seguir, com clareza meridiana, apresentando números eloquentes que por si só dizem tudo. Apresentamos aqui, retirada do Portal da Transparência,  uma pequena amostra da composição da remuneração dos servidores do Judiciário de um estado da federação para exemplo, no caso, o Estado de São Paulo, folha de pagamento de novembro de 2015, sem identificação nominal do servidor porque a ética ainda pauta nossas ações.

sal_magis

read more »

Tags: