Archive for novembro, 2015

novembro 9, 2015

Políticos profissionais

jfrancisconewJoão Francisco Neto

“Convém ressaltar que o ambiente sindical também não está imune às mazelas dessa natureza”

Existe um tipo de político que nunca desiste, mesmo que sofra seguidas derrotas eleitorais. No fundo, o povo os vê com desprezo, tanto que, em linguagem popular, costuma-se dizer que não querem “largar o osso”.  Em geral, só param com a morte. Não é necessário citar o nome de nenhum deles, pois são figuras amplamente conhecidas por todos. Muitos já têm idade avançada e, por conta disso, vale perguntar: por que razão não abandonam de vez a atividade política, para cuidar de si mesmos e de seus interesses particulares?

Muitos desses homens passam um longo período da vida apenas na expectativa de retornar ao poder; outros se remoem, abatidos por seguidas derrotas eleitorais. Alguns, por já terem ocupado altas posições no governo, não conseguem encontrar um lugar confortável para passar o tempo, entre uma eleição e outra. Outros são como almas penadas no limbo, que amargam frustrações, invejando quem está no poder, justamente para onde desejam avidamente retornar. Para esses homens (e mulheres!), a vida se resume ao poder de um cargo político. O povo tem um nome para eles: são os “políticos profissionais”, que em períodos eleitorais reaparecem como fantasmas para a população […] Continue lendo

novembro 9, 2015

[Vídeo] Eleições Sinafresp – Mensagem das Chapas

Chapa 1 – “ATITUDE”

Sobre a remuneração (8’36”):

vid-chp1

Requer senha

Chapa 2 – “União e Trabalho”

Proatividade, transparência e comunicação (5’36”):

vid-chp2

Requer senha

[MENU] Eleições Sinafresp 2015

Tags:
novembro 8, 2015

Imagem arranhada e sua repercussão

tiao-viana-new

Sebastião Amaro Viana Fº

“NÃO se pode querer olhar com desdém, generalizando uma categoria de servidores públicos estadual que executa suas funções de mãos limpas”

No final do mês de julho deste ano de 2015, tomamos conhecimento, através de notícias veiculadas nos jornais e na grande mídia em geral, de que o Ministério Público Estadual implementou uma operação contra a máfia do ICMS em São Paulo, e assim foi deflagrada a “Operação Zinabre”, que eclodiu depois que o doleiro Alberto Youssef, certamente usando das benesses da delação premiada na propalada “Operação Lava-Jato”, teria confirmado que pagou propina para fiscais do governo do Estado de São Paulo, em nome de empresas que estavam sendo fiscalizadas ou que tinham processos formalizados pelas lavraturas de autos de infração em fase de julgamento administrativo.

Entretanto, não é nossa pretensão fazer comentários minuciosos sobre os atos praticados pelos envolvidos no escândalo da Petrobrás, conhecido como “Operação Lava-Jato” e tampouco sobre os envolvidos no escândalo ocorrido na Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, conhecida como “Operação Zinabre”, em que fiscais de rendas envolveram-se em atos de corrupção ativa, recebendo propinas de empresas fiscalizadas.

O fato é que em razão dos escândalos envolvendo fiscais da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, que teriam praticado atos de corrupção mediante recebimento de propina de empresas submetidas à fiscalização tributária, a sociedade civil brasileira, especialmente a sociedade paulista, pode querer pingir e macular toda uma classe de servidores públicos, Agentes Fiscais de Rendas, brasileiros sadios, saudáveis, fortes, de mente sã e de boa reputação social, cidadãos de bem imbuídos na execução da fiscalização tributária por dever de ofício […] Continue lendo

novembro 6, 2015

[Eleições Sinafresp] Mensagem aos colegas aposentados

edu-montEduardo Monteiro*

Caros colegas aposentados,

Para que não haja dúvida sobre o que a chapa ‪#‎Atitude‬ pensa sobre os aposentados, lembro alguns detalhes que já constam do meu perfil na ‪#‎Atitude‬.

Quaisquer boatos de que nossa chapa admitiria a cessação de PR para os aposentados, ou a perda de quaisquer direitos, são totalmente infundados e mencionados com má fé. Formamos um grupo coeso e determinado a perseguir melhorias para todos. Acolhemos na formação da chapa colegas nos mais diversos estágios da carreira, com o objetivo de conhecer a fundo os problemas da classe, buscar soluções e, principalmente, fomentar a unidade de propósitos e ações, maior força a que podemos recorrer na luta pelos nossos justos pleitos […] Continue lendo

*Candidato a Diretor de Aposentados do Sinafresp pela Chapa 1 – Atitude

novembro 3, 2015

Pela manutenção do status de mobilização!

teo.seminariog3Teo Franco

Só depende de nós seguir por mais 2 semanas ou aguardar 9 meses

Sem ter recebido qualquer oferta objetiva, imediatamente após a última reunião com o Sr. Secretário da Fazenda, Renato Villela, o Sinafresp convocou Assembleia Geral Extraordinária regionalizada, nesta quarta-feira (4), para “definir os rumos da categoria”, com a seguinte pauta fechada:

a) Aceitar a proposta apresentada pelo Secretário da Fazenda, suspendendo, até 30/06/2016, as ações de mobilização;

b) Manter as ações de mobilização.

Sem entrar no mérito do tema “mobilizar ou não”, entendo que, diante das eleições sindicais marcadas para o próximo dia 12, qualquer decisão desta AGEr pode comprometer seriamente as estratégias de ação da nova gestão.

Assim sendo, a única opção que nos resta é votar na alternativa “b” (manutenção do status atual de mobilização), para ser reavaliada, após os resultados das urnas. Esperamos, inclusive, gesto de grandeza da diretoria atual, com o convite da chapa eleita para conduzir o processo de consulta à Classe, via AGE centralizada, logo em seguida, na 3ª semana de novembro.

Caso contrário, estaremos engessando, por 9 meses, a nova direção sindical. Retirando desta, parte do seu legítimo mandato e retardando providências para nossas prementes questões, inclusive PLO (subsídio do governador) para este final de ano.

Atenção: AGE regionalizada será nesta 4ª feira (4/11), às 17h
(requer senha do Sinafresp)

novembro 3, 2015

Auditores federais entregaram cargos de chefia

Auditores vêm cumprindo apenas serviços essenciais

Os auditores fiscais de Campinas (SP) fizeram protesto no último dia 20 na sede da Receita Federal. Eles pedem reajuste salarial acima da inflação e afirmam que a instituição tem retirado da categoria várias de suas atribuições. De acordo com o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco), aproximadamente 80% dos profissionais participaram do protesto, que durou uma hora e meia e contou com um ato de entrega dos cargos de chefia.

Os auditores reivindicam a oficialização dos pedidos de exoneração, que, segundo o sindicato, não foram publicados em Diário Oficial.

De acordo com o sindicato da categoria, com a oficialização dos pedidos, os profissionais que estão na chefia voltariam a cumprir a função de auditores […] Saiba mais

Leia também:

Operação-padrão dos auditores federeais faz autuações despencarem

Efeitos da mobilização fiscal paulista

Sem os arrecadadores, a Receita não arrecadará

novembro 1, 2015

[Sinafresp] Momento de mudanças!

teo.seminariog3

Teo Franco

É hora de alterar a tática de jogo ou
continuar na lanterna da tabela do subteto dos Estados

Tenho acompanhado os informes das chapas concorrentes, bem como os comentários de vários colegas, tanto pessoalmente como pelas mídias sociais. Importante ressaltar a qualidade e competência das duas equipes candidatas para desempenhar o papel de representação sindical.

Penso que, vimos de um modelo de gestão um tanto desgastado, que pouco tem avançado no campo das negociações junto ao governo. Além disso, tem falhado a forma de relacionamento praticada pela direção do sindicato, com comunicação arcaica e demorada, sem falar no alto grau de centralização de poder. A Chapa 2, com vários simpatizantes e conselheiros da atual gestão, não me parece que irá mudar muita coisa.

Vejo na Chapa 1 #Atitute a possibilidade de mudança e inovação nestas áreas, com oxigenação de ideias e estratégias, além de energização dos AFR’s, requisito essencial para fortalecimento do Sinafresp.

A Chapa encabeçada por Alfredo Maranca é a minha esperança!

assinav

Veja a tabela do subteto

[MENU] Eleições Sinafresp 2015

novembro 1, 2015

Inferno na selva

João Francisco Neto

“A construção dessa obra não seria a “jóia da coroa” da tão aclamada matriz energética brasileira?”

Enquanto a maioria da população vai levando a vida, enojada e enjoada pelos infindáveis escândalos de corrupção revelados pela “Operação Lava Jato”, um monstro de proporções inimagináveis, arquitetado ainda nos tempos da ditadura militar, cresce nos confins da selva amazônica, bem longe dos olhos do povo. Trata-se do complexo da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, em construção nas margens no Rio Xingu, município de Altamira, Estado do Pará. A obra é gigantesca – depois de pronta será a terceira maior usina do mundo -, e atualmente emprega cerca de 25 mil operários. Não é de hoje que vem provocando sérias controvérsias pelo monumental impacto socioambiental que vem causando nas populações ribeirinhas, indígenas e do município de Altamira.

Especialistas no assunto afirmam que, em relação aos povos indígenas, tem havido um verdadeiro etnocídio (matança cultural), pela devastação provocada contra a população de diversas tribos, algumas delas de recente contato com o chamado “mundo civilizado”. A obra em si é uma mistura explosiva entre o Estado e um grupo de empreiteiras, muitas delas investigadas pela Operação Lava Jato. Orçada inicialmente em 19 bilhões de reais, hoje o custo já ultrapassa a cifra de 33 bilhões de reais, segundo o último relatório do Tribunal de Contas da União (TCU). Em 2010, o governo federal lançou o leilão da obra e em seguida formou o Consórcio Norte Energia (uma sociedade anônima), que acabou vencedor […] Continue lendo

Tags: