Moção de apoio ao teto único

queiroz5Manifestação do Fórum das Seis enviada aos Deputados Estaduais de São Paulo

O apoio às emendas deve-se ao entendimento de que os proventos dos servidores públicos estaduais devem conter, na sua integralidade, todos os acréscimos decorrentes das eventuais vantagens inerentes à carreira.

Apoio às propostas de mudança do teto salarial: Emendas 4/2007 e 4/2008

O Fórum das Seis, que congrega as entidades sindicais e estudantis da Unesp, Unicamp, USP e do Centro Paula Souza (Ceeteps), manifesta aos senhores deputados estaduais paulistas apoio à PEC  4/2007ao texto principal da PEC 4/2008, uma vez que as disposições transitórias desta última são ultrapassadas e atualmente são contrárias às necessidades dos servidores estaduais e municipais.

O apoio a estas emendas deve-se à nossa compreensão de que os proventos dos servidores públicos estaduais devem conter, na sua integralidade, todos os acréscimos decorrentes das eventuais vantagens inerentes à carreira.

O estabelecimento de um limite a esses proventos é uma exigência do Estado democrático de direito no que diz respeito à moralidade pública. No entanto, não é razoável que ele desconsidere os acréscimos salariais decorrentes de direitos historicamente consignados em lei. A fixação do limite em 90,25% do subsídio mensal dos Ministros do STF, vigente na maior parte dos estados brasileiros, cumpre o papel de resguardar a moralidade pública e, ao mesmo tempo, salvaguardar a dignidade remuneratória desses servidores. Registre-se que São Paulo é um dos poucos estados da federação que ainda não corrigiu a contento esta injustiça.

Fórum das Seis São Paulo, 24 de novembro de 2015

Para: Deputados estaduais paulistas

Fonte: Adunicamp

Leia também:

Vantagens pessoais e a segurança jurídica

STF: Vantagens pessoais só dentro do teto

Remuneração dos magistrados paulistas (2)

One Comment to “Moção de apoio ao teto único”

  1. São Paulo passou de primeiro para último colocado do Brasil no quesito Teto salarial. Como teto não é salário e sim o valor máximo bruto, que um dia no serviço público poderá chegar, como medida de justiça, TETO ÚNICO, para todos os poderes, e não somente para alguns, como forma discriminatória o governo Paulista tem tratado.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: