O Estado canalha

jfrancisconewJoão Francisco Neto

A expressão “estado canalha” surgiu nos Estados Unidos, durante o governo Reagan, nos anos de 1980, para designar os países inimigos, adeptos do terrorismo e que, portanto, violavam as regras de direito internacional. No cenário surgido após os atentados contra as torres gêmeas em Nova York (11/09/2001), a expressão foi retomada na administração Bush, com muito mais força, para instituir um novo marco na era da segurança, a partir de então. Num mundo dominado por uma única potência, “estado canalha” passou a ser todo aquele que os Estados Unidos identificam como tal, ou seja, a Coreia do Norte, o Afeganistão, o Irã, o Iraque de Saddam Hussein, etc. Segundo a perspectiva americana, são países que integram o chamado “eixo do mal”, que, além de não observarem as regras de direitos humanos fundamentais, apoiam – ou promovem – o terrorismo internacional, a utilização de armas de destruição em massa, e outros atos considerados abusivos e foras da lei.

Convém esclarecer que o emprego da expressão “estado canalha” tem sido objeto de crítica por parte de vários setores, que consideram que canalhas são justamente aqueles países que, apoiando-se num duvidoso discurso jurídico que favoreça suas ações estratégicas, adotam eles mesmos todo tipo de abuso das regras de direito internacional e de direitos humanos […] Continue lendo

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: