O fantasma de Malthus

jfrancisconewJoão Francisco Neto

Em 1798, o economista e pastor anglicano Thomas Malthus publicava um livro (“Ensaio sobre o Princípio da População”) que trazia uma sombria previsão para a humanidade: com base em seus estudos e observações, Malthus achava que a população cresceria muito mais do que a capacidade de produção de alimentos. Em suas palavras, enquanto o aumento da população se daria numa progressão geométrica, a produção de alimentos seguiria uma progressão aritmética, de forma que, com o passar do tempo, não haveria comida e nem terras suficientes para todos. Segundo a visão apocalíptica de Malthus, essa crise de subsistência só se resolveria pelo drástico efeito das guerras frequentes e das epidemias, que, como sempre, afetam os grupos mais desfavorecidos da população, ou seja, os pobres, que sempre foram a maioria.

Ocorre que, enquanto Malthus escrevia, a Revolução Industrial avançava e seria a responsável pela tecnologia que possibilitaria o aumento da produção de bens e alimentos que afastaria de vez o fantasma de um mundo superpovoado e sem alimentos para todos. De lá para cá, muita gente já escreveu para comprovar que, felizmente, Malthus estava errado […] Continue lendo

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: