Justiça bloqueia bens de auditor fiscal

O valor é de R$ 220 milhões por suspeita de enriquecimento ilícito

A Justiça bloqueou, nesta segunda-feira (22), todos os bens do auditor fiscal da prefeitura José Rodrigo de Freitas. Ele é suspeito de participar da máfia do ISS e está sendo investigado por enriquecimento ilícito em São Paulo. Somando os valores de imóveis, aluguéis, multas, o total bloqueado chega a R$ 220 milhões. O MP constatou que José Rodrigo extorquia dinheiro de particulares ou recebia propina e depois investia em imóveis.

Entre os imóveis que ele tem, segundo as investigações, estão quatros salas comerciais no mesmo prédio, no Centro, seis casas, seis apartamentos no mesmo hotel e imóveis de luxo na capital, no interior e no litoral. Só em um prédio em Bertioga, perto do mar, ele tem três apartamentos, segundo levantamento da Prefeitura. São 79 imóveis. A relação de bens traz dois apartamentos em um hotel. Os flats estão localizadas em uma área valiosa de São Paulo, ao lado de um shopping e entre o Aeroporto de Congonhas e o do Parque do Ibirapuera. Segundo Roberto Porto, controlador geral do município:

Ele exercia um papel fundamental na organização criminosa, tanto que era chamado pelos demais fiscais como ‘Rei dos Fiscais‘ […] Saiba mais

mp-iss

Leia também:

Deputado é sócio de AFR suspeito de corrupção

Preso ex-auditor que cobrava propina para excluir nomes da delação premiada

Delegados federais cobravam propina na 25 de Março e Sta. Ifigênia

Tags:

2 Comentários to “Justiça bloqueia bens de auditor fiscal”

  1. Os 220 milhões que ele possui com certeza advém dos proventos como auditor da prefeitura de Sampa. O sujeito deve ter vivido de pão e água. RSSSS. Pois, eu com menos do que ele ganhava acumulei uma fortuna maior. KKKKK. A malidicencia e a inveja dessa gente não tem tamanho. Tadinho do ex-auditor. Inteh.

  2. Ôh coitado! também é bem feito pra ele, roubar pouco é nisso que dá, pois se esse fiscal de tributos municipal, tivesse roubado alguns bilhões, como fizeram no mensalão, lava jato e petrolão, com certeza ele não passaria por esse vexame e poderia tranquilamente desfrutar dos frutos de suas falcatruas nas ilhas dos paraisos espalhadas por esse mundão afora. “Vascilou cumpanheiro” agora chupa que é de garapa..hê..hê… e não reclama!

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: