Auxílio educação: Pezão dá uma mãozinha aos servidores [ativos]

Benefício de 953 reais/mês aos magistrados e servidores ativos do TJ fluminense

Art. 1º – Os magistrados e servidores efetivos ativos do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro farão jus ao auxílio educação, de caráter não remuneratório, a ser disciplinado por Resolução do Presidente do Tribunal de Justiça, em favor de até três filhos.

§ 1° – O pagamento do benefício é assegurado por filho a partir do inicio do ano letivo em que complete 8 (oito) anos de idade e até o fim do ano letivo em que complete a idade de 24 (vinte e quatro) anos, observada a matrícula e a assiduidade do beneficiário na instituição de ensino, na forma do regimento.

Parágrafo Único. A presente lei que trata do auxilio educação devido aos magistrados e servidores ativos do Poder Judiciário não se subordina ao prescrito no Inciso II e no parágrafo único do artigo 2º da Lei 2524/96 […] Saiba mais

Leia também:

TJ-RJ aprova auxílio-educação e locomoção para juízes

MP do Amazonas institui auxílio-saúde

[Charge] da Série “Pomar da Fazenda”

Magistrados: Projeto do STF cria auxílios do berço ao caixão

[Charge] Meu auxílio, minha vida

One Comment to “Auxílio educação: Pezão dá uma mãozinha aos servidores [ativos]”

  1. Para acabar com a onda de auxílios a muitos passarões que já ganham bem, não ficaria nada mal uma Greve Geral da imensa maioria dos trabalhadores brasileiros que ganham mal e então se discutiriam salários com base na moral.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: