A casa dividida

jfrancisconewJoão Francisco Neto

“A ‘casa brasileira’ permanece dividida, à espera de um resgate”

“Uma casa dividida contra si própria não pode permanecer de pé”.  Com esta frase profética, baseada numa passagem bíblica, Abraham Lincoln (1809-1865), então candidato ao Senado dos Estados Unidos, no dia 16 de junho de 1858, proferiu um discurso que entraria para a história. Não era um simples discurso de candidato, e sim uma premonição, uma antevisão do que aconteceria com a nação americana caso insistisse em permitir que sua população continuasse dividida em homens livres de um lado e escravos, de outro.

Com esse discurso, Lincoln lançou um desafio à nação americana, como se fora um grito guerra, que sacudiu o Norte – contrário à escravidão – e o Sul, onde a escravidão, além de legal, representava um tradicional modo vida, do qual a população branca não admitia abrir mão. Não deu outra: a poderosa fala de Lincoln acendeu o estopim que, em seguida, iria deflagrar a Guerra Civil (1861-1865), que levaria à morte mais de 700 mil soldados, além de um número não identificado de civis, todos dentro do território norte-americano.

A libertação dos escravos só viria em 1863, quando Lincoln, já como presidente da República, assinaria o Ato de Emancipação, para dar a liberdade a cerca de 4 milhões de escravos concentrados nos Estados do Sul. Na prática, a liberdade só foi concedida em 1865, com a aprovação da 13ª Emenda Constitucional […] Continue lendo

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: