Archive for maio, 2015

maio 31, 2015

Protegido: Novas diretrizes em tempos de crise III

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

maio 31, 2015

[Charge] Obrigações Veladas Não Identificadas

ovni-sinafresp

Vídeos anônimos veiculados na internet… atrapalham as negociações…

+ Charges

Tags: ,
maio 31, 2015

[Hai-kai] Sindicato

.

Deus fez o mundo em sete dias,

apenas porque ainda não tinha sindicato.

Hoje levaria trinta.

(Millôr Fernandes)

.

Conselho delibera propostas de mobilização (sic) para os próximos meses: Voltar ao trabalho normal nos meses de junho e julho”

.

Tags:
maio 30, 2015

O mal-estar da civilização

jfrancisconewJoão Francisco Neto

“Os novos deuses da modernidade são a ciência, o progresso, a técnica e a razão”

A humanidade vive uma onda de ansiedade e angústia, que se reflete no vertiginoso número de pessoas acometidas pela depressão. Infelizmente, isso não é nenhuma novidade. Em 1929, Freud (1856-1939), com base em estudos e observações, já havia chegado à conclusão de que o indivíduo não poderia ser feliz na civilização moderna. Em seu livro “O mal-estar na civilização”, uma das obras centrais do pensamento ocidental, Freud demonstrava que, apesar de todo progresso material e científico, o homem não havia se tornado mais feliz; achava que, para a satisfação do prazer e o alcance da felicidade, o homem teria que realizar trabalhos penosos. Ocorre que, como regra, o ser humano não é naturalmente afeito ao trabalho. Daí que, por meio da repressão social, os indivíduos acabariam por sublimar suas pulsões sexuais, canalizando-as para o trabalho. Ademais, agindo assim, as pessoas poderiam gerar os bens materiais e intelectuais que mantêm a sociedade. Nesse sentido, Freud escreveu que:

A civilização está obedecendo às leis da necessidade econômica, visto que uma grande quantidade de energia psíquica que ela utiliza para seus próprios fins tem de ser retirada da sexualidade”  […] Continue lendo

Tags:
maio 30, 2015

Protegido: [Charge] da Série “Jogo de adivinhação”

Este conteúdo está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:

Tags: ,
maio 30, 2015

Advogados da União: Por uma nova estrutura!

Em protesto, Advogados Públicos Federais pressionam Governo por valorização

O protesto ocorreu na última quinta-feira (28) no Ministério da Fazenda, contra a desvalorização das carreiras da AGU, por melhores condições de trabalho e investimentos na Instituição, destacando a atuação da AGU no controle da atividade financeira, atuando diretamente na arrecadação e prevenindo riscos e desvios que afetam o equilíbrio das contas públicas. Segundo o Diretor-Geral da UNAFE, Roberto Mota:

Não vamos retroceder. Nossa carreira está em intensa mobilização. O Governo e a sociedade precisam entender a relevância da nossa atuação. Todas as políticas públicas desenvolvidas em âmbito federal passam pelas nossas mãos e, se cruzarmos os braços, o Brasil também vai parar

O grupo destacou, ainda, a economia/arrecadação promovida pelos membros da AGU, que ultrapassou o montante de R$ 600 bi apenas em 2014. Durante o protesto, os membros entoaram gritos pedindo aprovação urgente da PEC 443/09, proposta que estabelece o fim do tratamento diferenciado entre as carreiras jurídicas brasileiras.

No protesto, também houve alerta para o movimento da entrega de cargos, cobrando especial atenção do Governo para que as exonerações ocorram dentro do prazo estabelecido de 15 dias. Dentre os principais problemas estão:
1. falta de estrutura
2. defasagem absurda no valor das diárias
3. excesso de trabalho devido à falta de membros
4. alta evasão em seus quadros
5. fosso remuneratório em relação às outras funções essenciais à justiça
6. ausência de gestão adequada dos recursos
7. desvalorização dos membros da AGU 
[…] Saiba mais

Leia também:

Procuradores vão entregar cargos de confiança

Auditores da Receita tem “Dia Nacional sem computador”

AFRFBs paralisam Ponte da Amizade por Adicional Fronteira

maio 28, 2015

Comando sindical em números

quadro-compara-sinafresp

Leia também:

Teto e IPCA: Evolução em 10 anos

Subteto – Subservidor e Subcidadão

Teto salarial. Quadro nacional

maio 28, 2015

Ligações perigosas: Auditores do PR colaboram com ‘caixinha’ da primeira-dama

Em reuniões mensais sindicato da categoria cobra resultados estipulados em favor de ONG

Responsáveis pela arrecadação de impostos estaduais, auditores fiscais do Paraná têm metas anuais para doar a uma ONG vinculada à mulher do governador Beto Richa (PSDB), Fernanda Richa. A campanha de arrecadação é promovida desde 2011 pelo sindicato da categoria, o Sindafep. O dinheiro é destinado à entrega de cobertores para famílias carentes do Paraná, em parceria com o Provopar (Programa do Voluntariado Paranaense).

Nos últimos três anos, os auditores arrecadaram R$ 3,7 milhões, segundo o Sindafep

Os valores estão na mira do Ministério Público. Uma denúncia anônima sustenta que Fernanda exigiu doações ao Provopar e à campanha do marido em troca da promoção de auditores, em 2014. Auditores doaram quase R$ 1 milhão ao tucano e seus aliados em 2014.

O Provopar foi fundado como braço de assistência social do Estado em 1980. Três anos depois, desvinculou-se do governo, mas seu estatuto prevê que toda primeira-dama tenha assento no conselho. A doação de cobertores é a mais importante ação da ONG. Fernandaa impulsionou como primeira-dama de Curitiba, de 2005 a 2010. Em parceria com empresas, ela multiplicou as doações. Em 2010, ela foi condenada pela Justiça por pedir votos ao marido durante um evento de distribuição de cobertores […] Saiba mais

Leia também:

Sinais de uma Eleição Sindical IX – O retorno da caixinha… (requer senha)

Quadro do absurdo abuso de poder sindical (requer senha)

A Transparência, o Cotão dos deputados e o Sinafresp

maio 28, 2015

O retorno da barbárie no 3º milênio

edisonf2webpEdison Farah

AspasAAno da graça de 2015

Diletos funcionários servidores do povo brasileiro: encaminho para meditação o texto adiante do jornalista Clóvis Rossi, incluindo as seguintes indagações:

Pergunta: Qual será o limite?

Pergunta: Onde e como chegaremos, nesta terra  encantadora, com a canalha que se apossou das instituições e da mídia nos últimos 30 anos?

Pergunta: Estamos definitivamente impotentes?

Pergunta: Quem vai reagir?

Pergunta: Como reagir de forma eficaz, e não apenas com passeatas carnavalescas em Copacabana?

AspasF

… tanto México como Brasil se parecem mais um com o outro do que com a civilização… Nos dois países, firma-se a sensação de que matar não tem consequências, o que os afasta da civilização…” […] Leia o artigo completo de Clóvis Rossi: Brasil, México e barbárie

Tags:
maio 27, 2015

[Charge] da Série “Privilégios da toga”

beneficios-toga

Magistrados: Projeto do STF cria auxílios do berço ao caixão

+ Charges

Tags: ,
maio 26, 2015

Magistrados: Projeto do STF cria auxílios do berço ao caixão

O anteprojeto da nova Loman prevê uma série de benefícios

Caso a futura Lei Orgânica da Magistratura (Loman) seja aprovada nos termos propostos pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, os magistrados poderão receber até 17 salários por ano: os doze, o 13º, um integral para cada um dos dois períodos de férias no ano e ainda um salário extra à guisa de prêmio de produtividade a cada semestre, se o juiz julgar mais processos do que os que chegarem. O adicional de tempo de serviço seria de 5% a cada cinco anos até o limite de 35%. Numa emenda do ministro Luiz Fux, a gratificação por tempo de serviço seria paga a cada três anos até o limite de 60% do salário-base.

Verbas indenizatórias – Todo magistrado tem direito a moradia de graça. Quando não houver imóvel à disposição, o projeto prevê o pagamento de um adicional de 20% ao salário. Outro retoque proposto por Fux: nos casos de convocação que exijam a constituição de nova residência, o magistrado poderá receber, ao mesmo tempo, o auxílio-moradia na origem e as diárias na cidade do tribunal que o chamou. Deslocamento de casa ao trabalho: na falta de carro oficial, também haveria uma ajuda de 5%, mesmo percentual do auxílio-alimentação.

Se o magistrado estiver matriculado em curso de pós-graduação, a ajuda de custo prevista pode chegar a um quinto do salário, conforme proposta de Lewandowski.

Casar e ter filhos engorda o contracheque. O auxílio para plano de saúde representará 10% do ordenado para juiz e cônjuge e mais 5% para cada filho. Neste caso, o magistrado também terá direito a reembolso integral de despesas não cobertas pelo plano de saúde. O pagamento da educação dos filhos seria assegurado pelo auxílio-creche (5%) para cada filho entre 0 e 6 anos. E o mesmo percentual para ajudar no pagamento de escolas particulares até 24 anos.

Benefícios iriam até o caixão. Quando o juiz morrer, o erário assume a conta do funeral, é uma das propostas.

Outra ideia em gestação é criar tratamento diferenciado para juízes no aeroporto. Uma das minutas prevê a concessão de passaporte diplomático para cada magistrado do país […] Saiba mais

Leia também:

MP do Amazonas institui auxílio-saúde

TJ-RJ aprova auxílio-educação e locomoção para juízes

Enquanto isso, os magistrados…

maio 26, 2015

O futuro do nosso cargo

gabriel-correa-pereiraGabriel Corrêa Pereira

“Para mudar algo, é muito mais útil criar novos modelos
que deixem os antigos obsoletos”

No contexto da crescente mobilização dos Auditores e considerando as discussões geradas a partir do projeto “O futuro do nosso cargo”, Gabriel Corrêa, auditor fiscal da Receita Federal, da Demac/BH, apresenta algumas ideias para refletirmos sobre nosso momento atual e o futuro da RFB.

Convidamos a todos a lerem o texto em que é explorada a hipótese de que grande parte da nossa insatisfação atual e da nossa desvalorização está relacionada a um modelo de gestão ruim e ultrapassado, que promove uma cultura organizacional centralizadora, hierarquizada e baseada na desconfiança, o que tem resultado num racha entre os gestores e aqueles que não ocupam função.

A iniciativa convida os colegas para construírem coletivamente estratégias para transformar essa cultura numa outra mais colaborativa, participativa e inovadora, que valorize o Auditor e promova a satisfação no trabalho […] Leia o artigo completo

Tags:
maio 24, 2015

Escravos modernos

jfrancisconewJoão Francisco Neto

“Chefes que, do alto dos cargos em que se encastelam, passam a agir mais como feitores do que propriamente como gestores”

Sempre que ouvimos falar em escravidão, a ideia que logo nos vem à mente é a compra e venda de pessoas, para depois serem enviadas a outro continente, onde então serão exploradas por seus novos “donos”. Legalmente, essa forma de escravidão está extinta desde o século 19, o que não quer dizer que não existam mais pessoas reduzidas a essa condição. Atualmente, a chamada “escravidão moderna” configura-se pelo trabalho forçado, em que as pessoas são obrigadas a exercer uma atividade contra a sua vontade, sob ameaça, ou mediante violência física ou psicológica, além de outras formas de intimidação.

As situações são as mais variadas possíveis: são pessoas exploradas por empregadores inescrupulosos, que se aproveitam da situação de extrema pobreza; são imigrantes clandestinos que se veem forçados a aceitar “empregos” que são verdadeiras arapucas; são mulheres e meninas, vítimas de exploração sexual, ou que são obrigadas a um casamento para ser exploradas no serviço doméstico; são trabalhadores que se veem na contingência de prestar serviços para pagar dívidas que nunca serão saldadas; são crianças “recrutadas” por grupos políticos rebeldes ou paramilitares, para trabalhar como vigilantes (“olheiros”), mensageiros, etc.; são outras crianças, raptadas para alimentar o comércio da prostituição e da pornografia infantil – segundo o Unicef, existiriam cerca de 2 milhões de crianças submetidas a essas situações degradantes […] Continue lendo

maio 24, 2015

[Charge] O que você deseja?

que-deseja

Sinafresp anuncia na Folha de S. Paulo

+ Charges

Tags: ,
maio 24, 2015

Presidente do STF defende melhorias para servidores da Casa

stf-reajuste

Leia também:

Aprovado aumento para servidores do Judiciário

Servidores do Judiciário entram em greve

Servidores protestam com torneira que jorra dinheiro

Auditores da Receita tem “Dia Nacional sem computador”

Alesp: Sindicato e associações conseguem acordo

maio 23, 2015

Ex-borracheiro vira juiz federal

Colegas emprestavam os cadernos para copiar ou tirar xerox

O recém-empossado juiz federal Rolando Valcir Spanholo, de 38 anos, afirma que disciplina e motivação foram a receita que o levaram a romper com a antiga realidade de borracheiro e alcançar o sonho de ser magistrado em Brasília. Os últimos quatro anos foram dedicados a concursos públicos, porém, sem poder frequentar cursos preparatórios, ele começou a fazer resumos das matérias e a grifar as principais leis. Depois, passou a estudar com base em provas antigas. Ele também fez sinopses de informativos dos tribunais superiores e usou a internet para pesquisas. O resultado de tudo isso somam os 200 quilos – em 34 caixas – de material de estudo

Advogado de Sananduva, no Rio Grande do Sul, conta que a ideia de virar juiz veio tarde, já no final da faculdade e por influência de um professor. Até então o objetivo dele era apenas “melhorar de vida”. A graduação, de acordo com o juiz, já parecia uma grande superação para ele e os quatro irmãos, que trocavam de roupa e sapatos entre si para não irem todos os dias vestidos do mesmo jeito para a instituição. O trabalho começou cedo. Entre os 9 anos e os 15 anos, os cinco consertavam pneus e lavavam carros junto com o pai.

Durante o inverno, as mãos e os pés ficavam quase sempre congelados. Não tínhamos luvas de borracha e outros equipamentos de proteção que hoje são comuns e obrigatórios. Só restava fazer muito fogo para se aquecer, mas, com isso, os choques térmicos eram inevitáveis. Vivíamos com fissuras nas mãos e pés […] Saiba mais

Leia também:

Gordos banidos dos concursos em São Paulo

Concurso AFR 2009: PNE é nomeado

Fisco Futebol Clube – Paixão, miopia e preconceito

Tags: