Ineficiência do Setor Público: Moitas Estáveis – Parte 1

alexandroafonsoAlexandro Afonso

O que é um “moita”? Certa vez ouvi um colega dizendo que haviam muitos “moitas” e que o trabalho deles sobrava para os outros. De primeiro momento não entendi, acabava de chegar da iniciativa privada e nunca havia presenciado aquele “mundo novo”. Depois, já mais experiente, pude compreender o significado do termo: um “moita” é um trabalhador que se esconde do trabalho como um menino se esconderia da mãe atrás de um pequeno arbusto após ter feito alguma traquinagem. Porém, o “moita” trabalhador não está se escondendo porque fez alguma coisa “muito feia”, mas porque ele quer o maior tempo livre possível para sua vida pessoal. É, na verdade, uma pessoa muito inteligente porque consegue atingir o seu objetivo, o seu motivo, com mais eficiência do que a maioria. Podemos ver que o “moita” é alguém motivado, mas o seu motivo é diferente dos objetivos da instituição ou da empresa para a qual ele trabalha.

A pergunta é: o que fazer e por qual motivo fazer, se é que há um […] Continue lendo

One Comment to “Ineficiência do Setor Público: Moitas Estáveis – Parte 1”

  1. Resumindo, “moita” é o que nós conhecemos como funcionário encostado.

    Já tive a oportunidade de conhecer um monte.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: