Operação desmonta esquema de R$ 250 milhões

Jairo Cláudio Rodrigues pode ser o maior sonegador do ramo atacadista de Minas Gerais

A força-tarefa integrada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Secretaria de Estado de Fazenda e a Polícia Civil apuraram que um grupo atacadista do ramo de alimentos contava com diversas empresas-satélite. Chamadas pelos membros da organização de empresas parceiras, elas eram, na verdade, empresas de fachada usadas pelo esquema para simular operações comercias de modo a afastar a responsabilidade tributária dos verdadeiros contribuintes.

sonegacao-mg

O esquema – A fraude funcionaria, principalmente, com emissão de notas falsas e subfaturadas. As sonegações eram feitas em três modos. No primeiro, apelidado de Diamante, as empresas vendiam produtos sem qualquer nota fiscal aos clientes. Na segunda, apelidada de Ouro, elas comercializavam parte da mercadoria com nota e outra sem. Na terceira, que seria a mais usual e chamada de Especial, a rede atacadista estaria usando empresas de fachada em vários Estados do país para não pagar o ICMS.

Segundo o promotor Renato Froes:

São pelos menos 20 empresas que, em muitas vezes, ficam instaladas em somente uma sala, para entrega de correspondências. Essas empresas que não existem, na prática, arcam com a responsabilidade tributária […] Saiba mais

Leia também:

CeasaMinas se transforma em paraíso da sonegação

Empresários são condenados por sonegação de R$10 mi

AFRs aprrendem mais de R$ 500 mil com empresário

Tags:

One Comment to “Operação desmonta esquema de R$ 250 milhões”

  1. Auditor fiscal da Receita Estadual é essencial no combate à sonegação, corrupção e ao crime organizado

    Comemorou-se, no último 20 de novembro, o Dia Nacional de Combate à Sonegação Fiscal. A sonegação fiscal é crime tipificado pela Lei Federal 8.137, de 27 de dezembro de 1990. Toda a sociedade tem se visto impactada, nos dias atuais, com as diversas denúncias e delações premiadas relacionadas à possíveis crimes de corrupção em órgãos e empresas públicas, cujos indiciados são agentes públicos e representantes do setor privado.

    É impossível dissociar corrupção de sonegação e seu vínculo com o crime organizado. O trabalho conjunto dos Auditores Fiscais, da Polícia Federal e do Ministério Público tem se revelado a maior força da defesa do Estado contra esse fenômeno secular que corrói a estrutura do tecido social brasileiro.

    O dinheiro de corrupção não é contabilizado e tanto sua origem quanto seu destino praticam crimes de sonegação fiscal. Os Auditores Fiscais, únicos servidores que têm a competência privativa do lançamento do crédito tributário e que possuem o poder de polícia fiscal, são o elo importante no combate à sonegação, à corrupção e ao crime organizado, na medida em que seu trabalho permite comparar indicadores de natureza fiscal e contábil com ostentação de riqueza incompatível com informações prestadas ao Fisco.

    O trabalho dos Auditores Fiscais de Minas Gerais tem se pautado, cada vez mais, por técnicas e métodos científicos de identificação e combate à sonegação que, uma vez identificada, gera uma representação fiscal criminal e uma consequente denúncia pelo Ministério Público.

    Depende de toda a sociedade o combate incansável à sonegação, à corrupção e ao crime organizado. O Brasil precisa de instituições fortes e blindadas à ingerência política, para que esse combate seja ganhador. Os Auditores Fiscais de Minas Gerais defendem a instituição de uma Administração Tributária autônoma administrativa, financeira e orçamentariamente que possua mecanismos efetivos de defesa do Estado e de combate à sonegação nos termos que propõe a PEC 186 em tramitação no Congresso Nacional.

    http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2014/12/01/internas_economia,595186/auditor-fiscal-da-receita-estadual-e-essencial-no-combate-a-sonegacao.shtml

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: