ANFIP trabalha pela convocação de excedentes

anfipANFIP atua pela nomeação dos aprovados remanescentes

A ANFIP recebeu, no último dia 5, representantes da Comissão dos Concursados para Auditor-Fiscal que estão atuando pela autorização de nomeação dos excedentes às vagas do edital do último concurso.

A presidente da ANFIP, Margarida Lopes de Araújo, informou que continua trabalhando pela chamada dos excedentes e citou o requerimento aprovado hoje pela Comissão de Trabalho, Administração e de Serviço Público (CTASP) da Câmara dos Deputados para a realização de audiência pública que debaterá a convocação dos candidatos excedentes, de autoria da deputada Alice Portugal, (PCdoB-BA), atendendo a pedido da Entidade.

A nomeação dos 278 aprovados dentro do número previsto de vagas foi publicada no Diário Oficial da União da segunda-feira (3). Em relação aos excedentes, a RFB já encaminhou ao Ministério da Fazenda Nota Técnica indicando a necessidade e requerendo autorização para a nomeação do conjunto dos 552 aprovados no concurso para Auditor-Fiscal […] Saiba mais

Leia também:

Resultado final: Concurso Auditor-Fiscal da Receita Federal

AFR-SP – Vagas remanescentes

EC 47/2005 – Aposentadorias versus nomeações

Receita Federal autoriza chamada dos excedentes

Receita Federal chama excedentes do concurso/2009

Aprovados no Paraná pleiteiam vagas remanescentes

11 Comentários to “ANFIP trabalha pela convocação de excedentes”

  1. A associação e o sindicato do fisco federal são bem atuantes.Uma pena que no estado de SP não seja assim.

  2. Enquanto isso, no fisco paulista já existem quase 1.000 cargos vagos de AFR e a previsão de número recorde de aposentadorias para 2015. Somente nessa carreira que o sindicato e a associação não apoiam os remanescentes de forma mais consistente. A arrecadação continua indo de mal a pior, todos os delegados gostariam de receber mais colegas p/ trabalhar, o secretário finge que não se importa; enfim… tivemos que travar a nossa batalha de forma independente (foram poucos que decidiram nos apoiar). Por que existem outras carreiras que são tão fortes e conseguem se impor, através de suas entidades de classe, apoiando o fortalecimento do seu quadro e aqui em São Paulo a situação é totalmente omissa?!?!

  3. Uma pena que o Estado de São Paulo não consiga enxergar que está dando um tiro no próprio pé! Só temos a perder com o não-aproveitamento dos excedentes do último concurso de Agente Fiscal de Rendas!

  4. A ANFIP está de parabéns!Valorizando e lutando pela classe.Que sirva de exemplo para os demais fiscos.

  5. Os Únicos sindicato e associação que não apoiam fiscais é em São Paulo, brincadeira, o estado teve um péssimo desempenho na economia, tem mais de 1000 cargos vagos e centenas de classificados prontos para ajudar na arrecadação do estado, e essas associação/sindicato que deveriam desejar cada vez mais fiscais, por motivos obscuros, sabe-se lá por quê, viram às costas para todos os HABILITADOS, VERGONHA, SINDICATO TEM QUE BRIGAR SEMPRE EM FAVOR DA CLASSE FISCAL!!!

    AFRESP TENHA CORAGEM E NÃO VIRE ÀS COSTAS PARA OS EXCEDENTES!!

  6. Excelente iniciativa da ANFIP, atitudes assim só fortalecem a classe!!! Quem sabe a nova diretoria da AFRESP resolve apoiar a nomeação dos remanescentes, visto que, mais de 20% dos cargos de AFR estão vagos.

  7. A esfera federal trabalha de forma diferente mesmo.Não somente a associação e o sindicato,mas também o próprio fisco federal.Eles apoiam e sempre pedem o aproveitamento de todos os candidatos aprovados.É uma pena que a própria Fazenda paulista se oponha a melhorar a carreira.Enfim, governo “novo”, vida nova.Quem sabe as coisas não mudem…

  8. Enfim alguém fazendo algo produtivo quanto a isso! O número de fiscais só diminui, a arrecadação do estado está caindo (será que tem relação??) e ninguém estava fazendo nada! Parabéns pela inciativa ANFIP! Afresfp e Sinafresp, agora é a vez de vocês ajudarem também!

  9. Ao ler os comentários dos colegas, não consigo entender o resultado das últimas eleições da Afresp….

  10. Chamar excedentes está se tornando uma prática comum no âmbito federal, sempre apoiados por seus sindicatos e associações. Em São Paulo, isso não se vê no último concurso de Agente Fiscal de Rendas. É preciso um apoio mais contundente da Afresfp e Sinafresp e dar uma maior visão acerca do aproveitamento dos Habilitados.

  11. O Fisco paulista é “sui generis”.Desde o secretário,Coordenadoria tributária, passando pelo sindicado e associação.Não se compara com o fisco federal!E nem com outros estaduais/municipais.O fisco paulista olha apenas para o próprio umbigo.Não é por acaso que a arrecadação cai a cada dia.Os “deuses” da CAT não escutam os delegados.O secretário é mais perdido que cego em tiroteio.Portanto, meus caros, não se iludam com o fisco paulista.Foquem outros fiscos!O governo tucano acabou com o fisco federal, aniquilou o paranaense(inclusive com transposições) e agora enterra o fisco paulista.Tudo isso é lamentável!

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: