Aumento salarial de parlamentares retorna à pauta

Sentimento da maioria é pela equiparação dos salários aos do STF

Os deputados e senadores articulam aumentar os próprios salários na retomada dos trabalhos após o segundo turno das eleições. A estratégia será pegar carona no reajuste do Judiciário, em discussão na Câmara, que prevê elevar o salário dos ministros do STF -teto do funcionalismo público- para R$ 35,9 mil.

Atualmente, os 513 deputados e 81 senadores recebem R$ 26,7 mil por mês. Além dos salários, os congressistas têm direito a apartamento funcional ou auxílio-moradia de R$ 3.800 e verba de até R$ 44,2 mil para gastos com atividade parlamentar, como gasolina, alimentação, aluguel de escritório e passagens aéreas.

Quarto-secretário da Câmara, Antonio Carlos Biffi (PT-MS) disse que o tema deve ser discutido nas próximas semanas pela Mesa Diretora:

Eu acho justo fazer o realinhamento. Agora, tem de discutir de quanto vai ser. O que fica mal é você ficar desde 2010 sem reajustar. Se reajustasse todo ano com a inflação, não tinha que fazer um acumulado. Isso é o que mata”

Segundo-secretário, o deputado Simão Sessim (PP-RJ) afirmou que o sentimento da maioria é pela equiparação dos salários aos do STF. Ele disse, porém, que não há consenso no comando da Casa […] Saiba mais

sala-parlam.

Leia também:

Teto e IPCA: Evolução em 10 anos

USP mantém extrateto pré 2003

Procuradores da República querem receber 14.º e 15.º salários

4 Comentários to “Aumento salarial de parlamentares retorna à pauta”

  1. QUEM MERECE AUMENTO É O GOVERNADOR, ESSE SIM MRECE UNS 100%

  2. EU MEREÇO O QUE O GOVERNADOR LEVAR

  3. Pessoal é o seguinte.
    Senhores parlamentares que exercem o poder que lhes foi outorgado nas urnas, meio que a contra gosto de alguns seguimentos da sociedade brasileira, tanto na legislatura que se finda como na legislatura que será inaugurada a partir de 2015. Atenção para essas considerações. Estou perplexo e não consigo entender essa iniciativa própria de dar aumento salarial aos parlamentares, reajuste de teto na forma noticiada e, ninguém fala nada, ninguém pensa nada, ninguém se cogita contra?. Enquanto isso, não há nenhuma menção sobre a aprovação da PEC 89/2007, PEC 05/2011, PEC 005-B / 2011, que visam unificar o teto salarial dos servidores públicos aos subsídios dos Ministros da Suprema Corte. Os parlamentares, antes de votarem seus próprios aumentos de salários, deveriam pensar um pouco mais nas situações dos servidores públicos em todos os níveis da administração pública. Entre outros parlamentares, vale aqui conclamar os Senhores Deputados João Dado e Arnaldo Faria de Sá, que nos seus discursos em passados recentes, sempre demonstraram estar a favor dessas causas. Me permitem dizer, senhores parlamentares, aumentem seus salários bem acima do teto subsidial dos Ministros do Supremo. Façam seus salários chegar a quanto quiserem, bem acima dos limites suportáveis aos cofres públicos abarrotados com impostos sangrilados dos trabalhadores e servidores públicos. Desviem dinheiro público do jeito que quiserem e do jeito que melhor lhes convier. Mas, por favor, tomem um pouco de vergonha na cara e acabem, de uma vez por eterno, com o redutor salarial dos servidores públicos estaduais que têm suas remunerações vinculadas aos subsídios do Governador do Estado, como é o caso do Estado de São Paulo, o mais rico da Federação.

  4. Salários e mordomias muito elevados para o serviço que fazem. O ideal seria acabar com esses cargos.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: