Um passo atrás com a reeleição de Alckmin…

teo.seminariog3

Teo Franco

…pelo estilo de governo e visão política que conhecemos

Com Alckmin reeleito no 1º turno e a oposição menor na Alesp (de 29 para 20 deputados), o futuro dos servidores públicos paulistas não será fácil. A máquina do governador (rolo compressor) na Assembleia Legislativa é conhecida há tempos, só é votado aquilo que o Palácio dos Bandeirantes determina. Até na esfera federal, podemos lembrar, a influência de Alckmin na Reforma da Previdência com a criação do famigerado subteto estadual, em 2003, criando duas categorias de servidores públicos, os do Judiciário com 90,25% do STF e o resto.

No último dia 5 de outubro, os eleitores se esqueceram das manifestações de rua de 2013 e só lembraram do rigor no combate à recente greve dos metroviários. O candidato da situação, recebeu nas urnas a aprovação confortável do seu atual governo. Nem a crise hídrica foi capaz de trazer risco à vitória no 1º turno.

No nosso caso, a (vaga) promessa do sr. governador, noticiada unicamente pelo canal oficial (sindicato), de rever o subteto salarial, além do ‘início dos estudos’ de pontos críticos da LC 1059, nos remetem à uma necessária reorganização de estratégia, com a obrigatória convocação de Assembleia Geral. De preferência, sem prescindir do apoio da Afresp, principalmente pela carência de interlocutores, com a ‘derrota’ do colega Gilson Barreto (elo político na histórica audiência no Morumbi), sem falar na não reeleição dos colegas dep. estadual Vitor Sapienza e dep. federal João Dado.

Enquanto isso, podíamos tentar mudar, ao menos, o nosso sindicalismo de gabinete, começando a debater as questões ‘menores’ do dia a dia, além das ‘emergentes’, em especial, a validade da polêmica e régia contratação de advogados externos ao departamento jurídico sindical.

Só a nossa disposição, maturidade e união poderá salvar 2015!

Leia também:

Cronologia do descaso

As castas de servidores públicos

Alckmin, Sinafresp e AFR’s

Quadro do absurdo abuso de poder sindical (requer senha)

AGE que seria parlamentar, foi pra lamentar

5 pontos para um sindicato forte

Projeto de Formação de Liderança Sindical

Tags:

9 Comentários to “Um passo atrás com a reeleição de Alckmin…”

  1. Teo;
    Assino embaixo como uma Agravante,
    a possível eleição de Aécio na Esfera
    Federal.
    Com referência as nossas Entidades
    estou muito cético a cerca de nossas reivindicações; qual é o Planejamento.
    Vamos ficar a merce da Audiência Histórica(?) com o governador, com o
    Pires na mão.
    Abç. do
    Meireles./

  2. Vivemos o melhor dos mundos, com um sindicato chapa branca, como sempre foi, desde sua fundação.
    O PSDB atingiu seus objetivos, e a aniquilação do fisco paulista, já completada, é o modelo para o resto do país.
    E certamente, há na classe a mesma proporção de gente que votou no Alckmin, e que são, sem dúvida, masoquistas…rsrsrsr. Porque funcionário publico que vota no PSDB só pode ser masoquista.
    Não houve nada mais ridículo e doloroso do que ter que assistir esta gente que se apossou do sindicato perder mais uma oportunidade, neste ano eleitoral, de denunciar os desmando da gerência do PSDB no aviltamento dos funcionários públicos- professores, policiais, agentes de saúde, fisco, carreira universitária, pesquisa, etc..
    Viva a merda!
    Cada vez mais cheirosa, ao gosto dos canalhas que inviabilizam a Nação.
    Agora, choremos muito, gritemos aos céus que parem de nos castigar, parem, oh anjos celestes, de açoitar os brasileiros, porque só nos sobra, neste deserto que é a politica brasileira, petralhas e peessedebundas!

  3. Infelizmente o fisco Federal não se une com o Estadual, com objetivos claros de termos um só TETO . Conclusão: todas estão e vão ficar na merda.

  4. Valente, você sempre supimpa em suas análises.
    Esta da transformação do sadismo em masoquismo me parece perfeita e definitiva!
    Que os nossos ‘lideres” chapa branca apoiem o algoz, compreende-se: devem ter favores muito especiais para isso.
    O SINAFRESP foi montado e estruturado para ser chapa branca, e neste 25 anos, desgraçadamente, não se logrou mudar este desvio que nos arruína.
    Quanto ao resto da classe, não tenho dúvidas, após 40 anos de SEFAZ, que somos masoquistas, insuperavelmente masoquistas.
    Abraços
    Edison

  5. Abração, Farah.

  6. Só agora eu entendi as várias noticias publicadas, com alarde, no site do sindicato, obtidas em encontros ocasionais, de que Alkim disse não ter se esquicido da classe fiscal – não esqueceu mesmo – ferouuuuu!!!!! com a PR.
    A coisa foi tão premedita que no mesmo dia da publicação do ICTA o holerite já estava pronto.

  7. Vocês verão agora os borra-botas do Sinafresp, ao iniciar-se mais uma gestão dos peessedebundas em São Paulo, comemorar o aumento que este grande “estadista”, que é o sr. Alckmin, será obrigado a dar no seu subsidio, porque senão não segura no palácio nem o mordomo que limpa suas privadas.
    E dirão que este aumento foi vitória deles com a política de boa vizinhança, denominação politicamente correta para o velho e bom peleguismo.
    Só mesmo fazermos como as hienas, rindo, rindo, rindo….
    Pois ele fará, como o fez em 2011, dando o aumento no início do mandato e congelando pelos 4 anos seguintes.
    Este aumento necessário não é por causa do seu primeiro escalão, porque os secretários, e os ministros deste país, os gerentes colocados nos cargos públicos pelas quadrilhas travestidas de “partidos” políticos, têm outras formas de garantir nababescamente seus rendimentos, como vemos diuturnamente nas páginas policiais.
    Quanto ao sr. governador, seu salário mensal oficial serve quando muito para mimar seus netos, ou para gorjetas aos seus serviçais, pois suas verbas de gabinete lhe garantem uma vida principesca, ao contrário da vida miserável que impinge ao funcionalismo de São Paulo.
    Viva a merda, cada dia mais cheirosa neste feudo, cheiro que vem da água de esgoto que o sr. governador quer que agora, os paulistanos, bebamos.
    Ah, em tempo, a “fartura” da água em São Paulo, em pleno 2015, mostra o quanto são dignos estes indivíduos que desgovernaram São Paulo nos últimos 20 anos!

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: