Defensores Públicos querem auxílio alimentação nas férias

Requerimento pede medidas emergenciais para regularização dos pagamentos

A Associação Paulista de Defensores Público (Apadep) protocolizou no final de julho dois pedidos, endereçados à Defensoria Pública-Geral, solicitando a instituição de um programa de ajuda financeira para aquisição de computadores portáteis (pró-hardware); e a extensão de auxílio alimentação nos períodos de férias, licenças, abonos e faltas justificadas, compensações, afastamentos para cursos ou missão institucional (exceto quando houver pagamento de diária), além do pagamento retroativo de auxílios anteriormente descontados nas folhas de pagamento.

O segundo requerimento demonstra como, de acordo com a Lei Orgânica da Defensoria e o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado de São Paulo, férias, licenças e afastamentos são considerados dias efetivamente trabalhados para todos os efeitos legais. Destaca ainda que o próprio Superior Tribunal de Justiça já pacificou entendimento favorável ao pagamento do auxílio-alimentação nestes casos […] Saiba mais

Leia também:

USP: R$ 1.154 mensal de bônus alimentar

STF: Auxílio-moradia para todos juízes federais

Juízes do Rio pedem auxílio-educação

Juízes aposentados vão receber auxílio-alimentação

One Comment to “Defensores Públicos querem auxílio alimentação nas férias”

  1. Notícias / Apadep protocola pedidos para auxílio alimentação e pró-hardware

    A Associação Paulista de Defensores Público (Apadep) protocolizou no final de julho dois pedidos, endereçados à Defensoria Pública-Geral, solicitando a instituição de um programa de ajuda financeira para aquisição de computadores portáteis (pró-hardware); e a extensão de auxílio alimentação nos períodos de férias, licenças, abonos e faltas justificadas, compensações, afastamentos para cursos ou missão institucional (exceto quando houver pagamento de diária), além do pagamento retroativo de auxílios anteriormente descontados nas folhas de pagamento.

    O primeiro pedido argumenta que a disponibilização de instrumentos de informática é indispensável para a atuação funcional, principalmente por força do definitivo processo digital, bem como para a atualização e aperfeiçoamento técnico do Defensor Público.

    Ademais, menciona que a Procuradoria Geral do Estado já editou ato administrativo regulamentando um programa de no auxílio financeiro para aquisição de equipamentos móveis de informática.

    O segundo requerimento demonstra como, de acordo com a Lei Orgânica da Defensoria e o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado de São Paulo, férias, licenças e afastamentos são considerados dias efetivamente trabalhados para todos os efeitos legais.

    Destaca ainda que o próprio Superior Tribunal de Justiça já pacificou entendimento favorável ao pagamento do auxílio alimentação nestes casos.

    Por fim, requer a adoção de medidas administrativas emergenciais para regularização dos pagamentos, além da alteração do ato normativo que, em contrariedade com a lei e com decisão do Conselho Superior da Defensoria Pública, fundamenta o desconto dos valores.

    Clique aqui e acesse a íntegra dos pedidos

    FONTE/LINK

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: