Tentativa de fraude em concurso de Auditor do Tesouro

Polícia investiga se o trio faz parte de uma quadrilha especializada

Três pessoas foram presas tentando fraudar o concurso para Auditor do Tesouro da Secretaria da Fazenda do Recife, realizada na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) na Boa Vista, região central da Cidade. Alcides Vieira de Azevedo Bezerra, 35 anos, foi flagrado com um ponto eletrônico no ouvido, após os fiscais desconfiarem do nervosismo dele. No segundo dia de prova, os alagoanos José Marcelino da Silva, 23, e Erydeivid Henrique Omena Ferreira da Silva, 26, foram detidos ao entregar provas falsas e sair com as originais.

Segundo o delegado Marciano Bezerra, os acusados integrariam um grupo organizado, que atua em vários estados do país, tentando fraudar concursos públicos. No sábado, Alcides Vieira de Azevedo Bezerra, de 35 anos, foi detido após ser flagrado com um ponto eletrônico pelos fiscais e auditores da organizadora do concurso, a Fundação Getúlio Vargas […] Saiba mais

video

.

Portal da Comissão organizadora

Leia também:

Suspeita de fraude em concurso da Receita Federal

Auditor Fiscal RJ: seleção é retomada pela Justiça

Rio anula concurso de auditor fiscal estadual

Tags:

One Comment to “Tentativa de fraude em concurso de Auditor do Tesouro”

  1. Alagoanos são presos tentando fraudar concurso de auditor fiscal

    Além dos alagoanos José Marcelino da Silva, 23, e Erydeivid Henrique Omena Ferreira da Silva, 26, também foi detido

    Três pessoas foram presas tentando fraudar o concurso para Auditor Fiscal da Secretaria da Fazenda do Recife, realizada na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) na Boa Vista, região central da Cidade. Alcides Vieira de Azevedo Bezerra, 35 anos, foi flagrado com um ponto eletrônico no ouvido, após os fiscais desconfiarem do nervosismo dele. No segundo dia de prova, os alagoanos José Marcelino da Silva, 23, e Erydeivid Henrique Omena Ferreira da Silva, 26, foram detidos ao entregar provas falsas e sair com as originais.

    A polícia investiga se o trio faz parte de uma quadrilha especializada em fraudar concursos públicos que atua no Nordeste. De acordo com o delegado, os suspeitos detidos no segundo dia de avaliação iriam usar as provas originais para conseguir o gabarito e ajudar os candidatos que contrataram o serviço. As três pessoas presas vão responder por fraude em certame público. As penas pra esse tipo de crime variam entre 1 a 4 Anos de prisão.

    Alcides Vieira de Azevedo Bezerra pagou fiança de R$ 10 mil reais e foi liberado. Já José Marcelino e Erydeivid Henrique não pagaram a fiança de R$ 30 mil e foram encaminhados ao Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel).

    LINK/FONTE

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: