Servidores de tribunais trabalham em casa

Medida representou redução de despesas e maior produtividade

Pelo menos dez tribunais do país colocaram em prática projetos-piloto que autorizam muitos de seus servidores a trabalhar de casa. Entre os tribunais superiores, o Tribunal Superior do Trabalho foi o primeiro a adotar formalmente a medida, que pode abranger até 50% dos funcionários da Corte. A ideia de ter 50% dos trabalhadores remotos não é uma meta institucional e, sim, uma possibilidade, segundo Danilla Godoy Veloso, da Secretaria de Gestão de Pessoas do TST.

Isso não acontece só no TST. O Tribunal tem parceria com 16 Tribunais Regionais do Trabalho e, desde maio, 16 desembargadores passaram a trabalhar em casa, sem precisar sair de seus Estados, por meio do Projeto Judicial Eletrônico. De acordo com o Tribunal, o trabalho à distância dos desembargadores reduziu despesas. Entre os servidores, a produtividade do trabalho remoto é, em média, 20% maior que a meta estabelecida para o trabalho presencial, segundo o TST […] Saiba mais

Leia também:

Home office para servidores do TJ-SP

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: