Op. Lava Rápido: Presidente do TIT se omitiu, diz MP

MP denuncia envolvidos por formação de quadrilha e subtração de documentos

O Grupo de Atuação Especial de Combate aos Delitos Econômicos (GEDEC), do Ministério Público do Estado de São Paulo, apresentou nesta terça-feira (1) à Justiça Criminal denúncia contra 8 pessoas envolvidas em um esquema criminoso para a subtração de processos fiscais do interior do Tribunal de Impostos e Taxas (TIT).

Os denunciados são quatro ex-funcionárias da Secretaria; um Advogado que representou uma empresa naquele Tribunal; um empresário, um agente fiscal aposentado e um despachante.

O desaparecimento de processos fiscais no TIT foi descoberto a partir da Operação Lava Rápido, da Polícia Federal, que revelou esquema sofisticado de lavagem de dinheiro por meio de entidade que se dizia religiosa. No escritório e nas casas dos indiciados, foram encontrados cerca de 20 processos fiscais (100 volumes) furtados do TIT.

Os Promotores do GEDEC enviaram cópias da investigação para a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público para apurar a prática de improbidade administrativa pelo Presidente do TIT. Segundo os Promotores, apesar de ter tomado conhecimento do desparecimento de grande número de volumes de autos de procedimentos fiscais, ele não adotou nenhuma providência administrativa e sequer registrou boletim de ocorrência para a apuração dos fatos […] Saiba mais

Leia também:

Concursos: Currículo versus caráter

Caso do juiz do TIT causa constrangimento à carreira

A casa da Senadora Joana

Caso do juiz do TIT: Suspeito pode voltar às funções

Operação Yellow – vazamento de informações

2 Comentários to “Op. Lava Rápido: Presidente do TIT se omitiu, diz MP”

  1. Como se vê não é somente o PT que
    rouba, cadeia neles.
    O cidadão teve oportunidade ele põe
    a mão; só não põe quem não tem oportuni
    dade. Vamos deixar a hipocrisia de lado.

    Enviada do meu iPhone

    >

  2. O problema do PT, como ex eleitor, não é haver ladrões dentro do partido, mas sim negar o fato e não punir aqueles que são pegos, justamente o contrário do que sempre venderam como partido….

Deixe uma resposta para Régis Maciel Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: