Servidores do Rio terão teto de 90% do STF

queiroz7Novo teto passa de R$ 21,8 mil a R$ 26,6 mil

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) começou a receber, nesta segunda-feira, o aguardado pacote de mensagens contemplando reivindicações de reajustes salariais. Segundo o presidente da Alerj, deputado Paulo Melo (PMDB), serão entre 30 e 34 projetos diferentes, que terão que ser votados até o próximo dia 30, para dar tempo de serem sancionados pelo governador Luiz Fernando Pezão antes do período eleitoral, que começa em 3 de julho.

Um dos projetos mais aguardados é o da Educação. Em greve desde 12 de maio, além da Polícia Civil, que havia acertado um indicativo de greve para o próximo dia 25 (link aqui)

O governo do estado, também, decidiu estender para todo o funcionalismo público o novo teto remuneratório vinculado a 90,5% dos salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e não mais ao salário do chefe do Executivo. Com isso, todos os servidores estaduais que têm os vencimentos cortados pelo teto de R$ 21,8 mil (salário do governador) terão o limite readequado para R$ 26.663,34.

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), deputado Paulo Melo (PMDB), explicou que o escalonamento do novo teto salarial será em quatro parcelas anuais. A previsão inicial é que a primeira seja paga ainda este ano para os servidores […] Saiba mais

Leia também:

De pires na mão não dá pra aplaudir

TCE: USP pagou acima do teto

Nova PEC do Subteto para carreiras de auditoria

Defensor de SP terá mesmo teto do STF

Revisão do subteto paulista é rejeitada

5 Comentários to “Servidores do Rio terão teto de 90% do STF”

  1. Como diria o Chico…

    ” E Aqui na terra tão jogando futebol
    Tem muito samba, muito choro e rock’n’roll
    Uns dias chove, noutros dias bate o sol

    Mas o que eu quero é lhe dizer que a coisa aqui tá preta

    Muita mutreta pra levar a situação
    Que a gente vai levando de teimoso e de pirraça
    E a gente vai tomando que também sem a cachaça
    Ninguém segura esse rojão”

  2. Oxalá o governo paulista acorde amanhã de manhã, para fazer o mesmo que o Rio. Ainda dá tempo.
    Por que só os servidores do Legislativo e do Judiciário têm esse direito, e os do Executivo não, se a CF diz textualmente que os vencimentos dos servidores daqueles poderes NÃO PODEM SUPERAR OS DO EXECUTIVO ??
    Por que esse tratamento absurdo se são os servidores do Executivo os responsáveis pela arrecadação estadual, da qual provêm os recursos para efetuar TODOS OS PAGAMENTOS, de TODAS AS DESPESAS, inclusive as de dos demais poderes, inclusive as do pessoal dos demais poderes????
    ISONOMIA JÁ!!!
    O Rio de Janeiro toma a medida, até que enfim, antes tarde do que nunca.
    E o governo de São Paulo, quando vai decidir-se a praticar essa mesma isonomia?

  3. Antônio Sérgio Valente
    junho 18, 2014 às 6:32 pm
    Isso aí Valente. Até quando? Sei não, parece que para sempre estaremos com o pires na mão implorando essa distorção maluca em nossos salários, que já foi responsável até por doenças em colegas. Tem cabimento receber menos de 30% do valor bruto do salário?

  4. É isso aí…sem comentários…mas, de pires na mão mão não pra aplaudir, e nem pra votar. Vamos em frente. Também se consegue viver pastando, não é Sr. Governador?

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: