Sindicato: tensão entre base e cúpula…

…filiados estão cansados da tutela sindical

Especialistas acreditam que haja uma distância entre trabalhadores e cúpulas sindicais, mais preocupadas com cargos em governos. Para o cientista político Rudá Ricci, a tensão que ocorre hoje entre base e a cúpula é resultado de um sindicalismo que se preocupou mais em se alinhar ao governo, ocupar cargos nas estatais e em incorporar pautas distantes do dia a dia dos trabalhadores. Essa transformação que ganha força no Brasil já ocorreu nos anos 1990 na Europa.

“O que vemos agora nas ruas é uma radicalização de movimentos, que tendem a se acentuar. Ainda é cedo para avaliar quem ganha e quem perde, mas as principais centrais sindicais vão reagir.” Para Ricardo Antunes, professor da Unicamp, a greve deve ser analisada no contexto de insatisfação crescente desde os protestos de 2013. Para Luiz Antonio Medeiros* o sindicalismo está atrasado:

Os dirigentes deviam prestar menos atenção em recursos [contribuições sindicais] e mais na corrente que vem de baixo […] Saiba mais

* ex-líder da Força e que hoje representa o Ministério do Trabalho em SP.

Leia também:

Sindicato fala da Campanha Salarial

Charge: Comu…nica…ção sindical

Governador vai receber sindicato

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: