Concursos: Senado aprova cota para negros

Discriminação positiva (cota) é aplicada no processo de classificação

O Senado aprovou nesta terça-feira (20) a reserva de vagas para negros ou pardos em concursos públicos federais. Em votação simbólica, os senadores aprovaram o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 29/2014, que garante aos candidatos negros 20% das vagas de concursos a serem realizados por órgãos da administração pública federal, autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União. A relatora, senadora Ana Rita (PT-ES), explicou:seta-texto2

Todas as pessoas vão disputar as vagas no concurso público em pé de igualdade. Não haverá nenhuma possibilidade de se fazer injustiça. Todas as pessoas farão o processo seletivo e, apenas na hora de preencher as vagas, é que será observada a cota de 20%

O senador Humberto Costa (PT-PE) citou dados do Censo 2010, segundo os quais 50,7% da população brasileira são negros e mestiços, número que, entre os funcionários públicos federais, fica em apenas 30%. Quando os cargos são mais importantes, o índice cai ainda mais: entre os diplomatas apenas 5,9% são negros; nos auditores da receita são 12,3%; e na carreira de procurador da fazenda nacional, 14,2%.

Pelo texto, de iniciativa do próprio Poder Executivo, os candidatos deverão se declarar negros ou pardos no ato da inscrição do concurso, conforme o quesito de cor ou raça usado pelo IBGE. Esses candidatos concorrerão em duas listas: a de ampla concorrência e a reservada. Uma vez classificado no número de vagas oferecido no edital do concurso, o candidato negro será convocado pela lista de ampla concorrência. A vaga reservada será ocupada pelo próximo candidato negro na lista de classificação […] Saiba mais

Leia também:

Alckmin regulamenta concursos

Concursos públicos: novos tempos

Concurso público: Cotas raciais geram polêmica

Haddad sanciona lei de cotas em concursos públicos

Dilma quer cotas raciais para o funcionalismo

Tags:

2 Comentários to “Concursos: Senado aprova cota para negros”

  1. Lixo demagógico! Em vez de darem educação à população, preferem fazer média com seu eleitorado, além de criarem e fomentarem divisões. O Brasil não é um país de brancos e negros!

  2. Em educação ninguém investe… Não tem segredo, olha o exemplo da coréia.
    Não adianta medidas de curto prazo, nosso pais tem diversos problemas e só com investimento em educação e estrutura conseguiremos mudar algo (perdemos grandes chances de mudar algo aqui, Brasil sempre era a bola da vez… Mas não adianta).
    Claro, pode falar que é melhor do que nada, é uma medida de curto prazo, mas o que poderia mudar de verdade nosso pais nunca é feito. Até porque se todo mundo tiver educação essas pessoas não estariam mais lá…
    Mas é legal dar algo pro povo ficar feliz e conseguir mais votos depois, mas isso não resolve os problemas de educação, segurança, infra-estrutura e desenvolvimento.
    E depois que tiver alcançado os 50% vão retirar a cota? O que é a igualdade de verdade nesse pais democrático? E o branco pobre o que acontece com ele? Não seria bom ter cotas para pobres e não para raças ou religião?O Brasil é um dos países com maior miscigenação.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: