Contrastes entre serviço público e iniciativa privada

por Vera Batista e Bárbara Nascimento*

O dinamismo e a globalização há tempos afetam o mercado de trabalho. Na iniciativa privada, mais que tecnicamente bom, o profissional, seja qual for a área de atuação, tem que ser primordialmente multitarefas e capaz de tomar decisões rápidas e imediatas. Enquanto servidores cruzam os braços e exigem aumento de pessoal para fazer funcionar a morosa máquina pública, as empresas optam pela manutenção do quadro, redução de preços e aumento da competitividade.

Nem mesmo a chegada das novas gerações, chamadas de Y e Z – de 20 a 33 anos -, deu novo gás ao funcionalismo. Porque se preservou velhos hábitos, disse Garcia. Não houve uma política pública específica para esse grupo que entra no mercado de trabalho com excelente preparo acadêmico, domínio de várias línguas estrangeiras e capacidade para desempenhar diversas funções, desde tática e operacional até os níveis mais estratégicos. Enfim, se achando ágil e pronto para ocupar cargos de liderança. Segundo Gil Castelo Branco da Associação Contas Abertas:

O problema é que os jovens que chegam, com mestrado e doutorado, não trocam ideia com seus pares. Fazem um paper (publicação especializada), o colocam na rede secamente, com a empáfia de quem diz: ‘já passei no concurso, não devo nada a ninguém, minha opinião é essa’. Falta diálogo e visão do coletivo. A arrogância têm sido a tônica[…] Continue lendo

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: