Archive for abril 13th, 2014

abril 13, 2014

Greve da PF corre risco de retaliação

O ardil foi denunciado por um técnico do governo e confirmado pelo presidente do sindicato

Policiais federais de todo o país paralisaram mais uma vez as atividades, ao longo de todo o dia, na última terça-feira (8). As sucessivas greves, da única categoria que não aceitou o reajuste de 15,8%, em três parcelas [negociado em 2012], estaria, segundo boatos, incomodando o governo. O mal-estar teria causado uma reação articulada entre o Ministério da Justiça e o do Planejamento para calar os protestos: baixar a exigência [de formação educacional] para acesso à Polícia Federal, com o intuito de reduzir o impacto no orçamento com a folha de salários, e banir as propostas de reestruturação de carreira e recomposição inflacionária. A estratégia seria passar a estabelecer escolaridade de segundo grau em concursos para cargos de agentes, escrivães e papiloscopistas. E colocar em extinção os atuais cargos, com servidores de nível superior.

O ardil foi denunciado por um técnico do governo e confirmado pelo presidente do Sindicato dos Policiais Federais (Sindipol-DF), Flavio Werneck. “Isso chegou a ser ventilado, sim. E em tom de ameaça. Nos assustou. Seria o cúmulo do absurdo em um governo democrático. Estamos com salários congelados desde 2006. Temos direito de reivindicar”, destacou Werneck. Após a greve de 70 dias, em 2012, os policiais prepararam vários protestos criativos: usaram mordaça, fizeram algemaço, desfilaram com elefantes brancos e deitados em uma maca, para demonstrar que a Polícia Federal está enferma […] Saiba mais

Leia também:

Auditores federais também voltam atrás pelos 15,8%

Servidores do Banco Central voltam atrás pelos 15,8%

Governo propõe reajuste de 15,8%

Governo reabre diálogo com os “sangue-azuis”