Incrível acidente assusta AFRs em plantão rodoviário

Tombamento de carreta chegou a atingir viatura do fisco

Durante o plantão rodoviário, realizado hoje, pela equipe de Agentes Fiscais de Rendas, na Rod. Raposo Tavares (Sorocaba), ocorreu acidente com caminhão-carreta, que transportava areia, provocando grande susto. O tombamento espalhou a carga, chegando a causar danos na viatura oficial do fisco estacionada junto ao posto policial.

Segundo informações, obtidas com exclusividade pelo BLOG do AFR, não houve feridos. Veja as imagens:

2014-03-20_0002

.

2014-03-20_0001

Leia também:

Receita Federal retém avião e auditora é coagida

Atentado contra auditor fiscal. Justiça mantém condenação

Morte de Auditor da Receita Federal merece investigação

13 Comentários to “Incrível acidente assusta AFRs em plantão rodoviário”

  1. Na estrada o cuidado deve ser total! Não é raro policiais rodoviários serem atropelados!

  2. Por esse e outros motivos que a estrutura temporária e precária de fiscalização de estrada é ineficiente.
    Ou se constroi um estrutura permanente e equipada ou melhor deixar sem nada com a sonegação passando livremente.

  3. Ora, mas toda essa operação é para inglês ver, não me assustaria se essa viatura estivesse sem motor, tudo na fiscalização estadual de estrada é piada. Enquanto perdemos nossos empregos e indústrias para o MS, MG, PR, RJ, etc e etc, a Secretaria da Fazenda não faz absolutamente nada. Por aqui em Araçatuba e região, em alguns meses, ficará mais fácil arrumar emprego no Mato Grosso do Sul, pois praticamente vem tudo de lá. A região está caminhando para ser um grande descampado de sem-terras, já que a riqueza toda está sendo transportada para lado de lá.
    Quando que o Governo vai acordar pra isso? Não está na hora de mostrar presença e lotar de posto de fiscalização nas estradas e acabar de vez com essa Guerra Fiscal? Estamos sendo massacrados pela concorrência desleal e ilegal!
    É o desabafo de um cidadão esquecido e preocupado e que certamente pensa como a grande maioria que mora nos limites do Estado de São Paulo. Queremos nossas indústrias e empregos de volta!!!!!!!!

    • Fiscalização intensiva de estrada não existe mais. A fiscalização se dá nas pontas e na origem. Estas operações de estrada são esporádicas. Achar que parar caminhã na estrada combate sonegação é sonho.

  4. Onde foi parar o sistema de “rating” do blogdoafr, utilizado para avaliar a qualidade dos artigos?
    É coincidência ou foi removido depois de alguns artigos mal avaliados como o artigo do “passa-moleque”?

  5. comentario removido por violar as regras do servidor de hospedagem
    cod. 024 – id. util. end. email inexistente ou falso

  6. Sempre achei que a FDT exerce funções de risco. Nunca ninguém discutiu a questão da periculosidade e da insalubridade. Não seria hora de começarmos a pensar no assunto?

  7. Célio,
    Até onde eu sei o Sindifisco Nacional e poucos outros fiscos estaduais só conseguem algo nessa linha através de ação judicial. Esta notícia pode dar uma ideia: http://www.sindifisconacional.org.br/index.php?option=com_content&view=article&catid=44:unafisco-noticias&id=2832:Subs%25C3%25ADdio&Itemid=72

  8. Srs,
    Além do sistema de rating, as mensagens de comentários também são excluídas? E não estou me referindo à mensagem do colega “leitordoblogdoafr” acima.
    Ontem recebi a informação de que minha mensagem acima havia sido replicada e treplicada pelo usuário “blogdoafr”, mas hoje ao acessar o blog para responder, as réplicas e tréplicas haviam simplesmente sumido.
    Seria o mesmo critério utilizado para excluir o rating e as mensagens? Estou tentando não tecer comentários tendenciosos e não sou favorável a polarização, mesmo com muita gente me avisando do contrário, mas os fatos, tal qual me aparecem são realmente muito estranhos.

    PS – Desculpe-me por não ter digitado meu nome completo na primeira postagem, o formulário do site não pede isso, mas agora já corrigi isso. Se precisarem de mais algum dado de identificação, ficarei feliz em fornecer.

    • Luiz,

      Em primeiro lugar o seu comentário foi feito embaixo de um post, porém, se referia a outro (Passa Moleque), com a clara e única intenção de “patrulhar” a configuração do Blog. Assim sendo, para não alimentar o “desvio” do tema a réplica foi removida (aliás, por vezes, ocorre solicitação de exclusão por parte dos próprios comentaristas, é um direito do autor do comentário essa decisão). Mas o SEU comentário permaneceu. A sua participação continua sendo respeitada Qual é o problema então? Obrigar a quem respondeu e decidiu não prosseguir num debate estéril?

      Fique a vontade para escrever, mas, no tópico apropriado. Não sei qual o interesse em desqualificar a matéria (Passa-moleque) e, agora, o Blog.

      Vá direto ao ponto, traga seus argumentos que possam contribuir com o futuro, de todos, de preferência, sem fomentar dissenções.

      SE for só para PATRULHAR peço que evite acessar o Blog.

      Nota: A Constituição do Brasil veda o anonimato, portanto, é “recomendável” se identificar…

      (ass. Teo Franco-editor resp.)

  9. Teo,
    Obrigado pela resposta. Espero que esta continue aqui e não seja apagada.
    Quanto a se identificar, concordo plenamente. Se os dados fornecidos incialmente não foram suficientes (email e primeiro nome), entendo que já corrigi essa falha divulgando meu nome completo.
    Não tenho a intenção de patrulhar e muito menos ofender, bem como participar de debates estéreis.
    Assim sendo, vou seguir seu conselho e evitar acessar o blog.
    Encerro por aqui.
    Qualquer dia desses, pessoalmente a gente conversa e tenta se expressar melhor. Abraços.

  10. Exageros são desnecessários….Tem sujeito que insiste em perder tempo procurando qualquer desculpa para justificar a sua má vontade. Em vez de procurar bicho-papão em qualquer lugar que contrarie seus interesses de ar-condicionado, deveria é conversar mais com seus nobres colegas que trabalharam nos plantões fiscais rodoviários e exerceram com orgulho a sua função de servidor público, em defesa do Estado de São Paulo. Da mesma forma que houve o risco do acidente com esse caminhão, há também o risco de acidentes quando dirigimos nossos automóveis, acidentes com relâmpago em praias, tempestades, inundações na região metropolitana de São Paulo, assalto no centrão de São Paulo, gripe com ar-condicionado do predião, pé torcido ao cair das escadarias do Predião….riscos fazem parte da vida…exageros são desnecessários…O fato é que São Paulo perde bilhões anualmente por conta dos atrasos na reativação das suas Tradicionais Barreiras Fiscais Paulistas nas Divisas Estaduais.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: