Teto salarial: Comissão mista aprova regulamentação

Senador Romero Jucá (relator)

Contribuição para a previdência e tributação pelo imposto de renda não incidirão sobre as parcelas extra-teto

A Comissão Mista de Regulamentação da Constituição e Consolidação das Leis aprovou na quarta-feira (20) projeto de lei complementar que define quais parcelas dos salários ficam fora do teto dos servidores públicos, hoje fixado em R$ 28.059,29.

O projeto acrescenta às listas do CNJ as seguintes parcelas, que poderão ser pagas além do teto:
– auxílio-fardamento;
– salário-família;
– auxílio-natalidade;
– auxílio-creche;
– auxílio-doença;
– auxílio-acidente;
– auxílio-invalidez;
– parcela recebida por adesão ao programa de aposentadoria e demissão voluntária;
– indenização de campo;
– abono pecuniário de parcela de férias não gozadas;
– reparações econômicas decorrentes de concessão de anistia;
– juros de mora destinados a reparar o prejuízo suportado pelo agente público em razão da mora do Estado; e
outras parcelas indenizatórias previstas em leis específicas […] Leia mais

Leia também:

TJ-SP tem teto salarial quatro vezes o oficial

Remuneração dos magistrados paulistas

A Remuneração do Fisco. Nível Básico e Teto

TJ mantém auxílio-alimentação a juízes

Penduricalhos fazem ganhos de juízes acima de R$ 50 mil

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: