Mulher substitui marido no comando da Sefaz

O Casal Kirchner do fisco mineiro

A sucessão do superintendente da Secretaria de Estado da Fazenda em Uberaba, Triângulo Mineiro, remete a um caso com ares de nepotismo e tráfico de influência. Depois de permanecer por quase duas décadas no governo, Roberto Tosto Dias precisou se aposentar. Coube à sua mulher, Duzolina Borges Dias, a tarefa de sucedê-lo na superintendência que responde pela pasta da Fazenda na região.

____________________

Cabe destacar que Roberto, assim como todos os servidores do governo de Minas, assinou um termo “antinepotismo”, exigido pelo decreto 45.604 de 2011.
____________________

Benefícios – O Hoje em Dia teve acesso a documentos que apontam que o salário bruto de Tosto poderia chegar a R$ 46 mil. Depois das deduções esse vencimento alcançaria R$ 34 mil.

Caneta na mão – O superintendente fazendário tem o “poder da caneta” nas mãos. Ele pode cassar ou conceder regimes de tributação, pode nomear delegados, coordenadores […] Leia mais

Leia também:

Benefícios fiscais no Brasil com um Fisco generoso

MG – tráfico de influência, improbidade administrativa e abuso de poder

Ipea pede mais transparência na concessão de renúncias fiscais

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: