Archive for junho 22nd, 2013

junho 22, 2013

O Outono Verde Amarelo

waldebanWaldeban Medeiros*

De repente, mais do que de repente, uma voz surge da imensidão do nada, através do éter e convoca, de repente, uma passeata. A voz misteriosa toma corpo e se materializa em dezenas, centenas, milhares de manisfestantes, passando a ocupar ruas, praças e avenidas movida por um único pensamento: o grito por mudanças, justamente quando o Brasil passa por uma série crises institucionais, com os poderes constituídos desconhecendo a causa pétrea de que são harmônicos entre si, guardadas as responsabilidades pelos seus atos!

O local é o Brasil e a estação do ano é o outono. O “Outono Verde Amarelo” é um desses movimentos que surgem do nada, principalmente quando tudo está atravessado na garganta do povo, a grande parte desse povo que um dia gritou por “diretas já“, “fora Collor” e que décadas mais tarde ainda ver triunfar as nulidades, com o desvio de verbas para erguer suntuosos templos dedicados ao futebol, enquanto milhares de pessoas que dependem da água para sobrevivência vêem, atônitas, a paralisação das obras que seriam a redenção desse sofrimento: a transposição do “Velho Chico”!

O grito que escutamos hoje ficou atravessado durantes anos na cada garganta das vozes desses anônimos manisfestante. É o grito ainda por uma melhor educação, por uma saúde mais atuante e uma melhor segurança que assegure a vida, o patrimônio e varra de uma vez por toda a violência que grassa em cada quadrante deste País. Em suma: melhor qualidade de vida para todos!

Engana-se quem pensa que essas manifestações estão associadas ao simples protestos do aumento R$ 0,20 nas passagens dos coletivos! A reivindicação é mais forte! O “Outono Verde Amarelo” é o execício da democracia em sua plenitude. Sua bandeira representa o pedido de “muda, Brasil”, independente de facção política, de seus artífices ou protagonistas. A bandeira é do povo, para o povo e pelo povo, na essência mais pura da democracia!

Portanto, desculpem os transtornos: pois eles estão mudando a cara do nosso Brasil!

Lamentável é que, a essa festa, se juntem vândalos, aproveitadores, baderneiros e saqueadores tentando confundir os reais objetivos dessas manifestações, gerando com isto o confronto direto com a polícia e empanando o brilhantismo desses atos de grande poder cívico.

medewal@gmail.com

ARTIGOS de VALDEBAN MEDEIROS

*Waldeban Medeiros é jornalista, escritor, psicólogo e auditor fiscal do Estado da Paraíba aposentado, tendo exercido o cargo de Coletor Estadual na cidade de Sousa nos anos 90/94, com título de cidadão sousense pela sua militância no futebol da cidade “sorriso”, tendo sido um dos fundadores da Liga Sousense de Futebol.