Archive for junho 8th, 2013

junho 8, 2013

Cidadania não é consumo

José Garcez Ghirardi

Os sorrisos de Camila Pitanga e de Ronaldo Gianecchini nos comerciais da Caixa e do Banco do Brasil, respectivamente, abriram caminho para a notícia de que os dois bancos superaram, com lucros recordes, seus rivais privados em 2012. A conjunção de apelo popular e dirigismo econômico não é acidente e ilustra uma das escolhas políticas mais decisivas da gestão da presidente Dilma Rousseff.

Acreditando que a fórmula para avançar na agenda social sem desagradar os mercados é criar um país de classe média (“no mínimo”, para usarmos os termos da presidente), o governo tem abraçado a ideia de inclusão via consumo. Críticas a esse modelo são sumariamente rechaçadas como fruto de ressentimento ou de má-vontade. Mas é preciso ter a coragem de fazê-las porque as contradições entre as demandas muitas diversas de inclusão e consumo, silenciadas neste momento, ameaçam a qualidade de vida futura de todos os brasileiros. E o que é pior: arriscam fragilizar, de modo particularmente cruel, justamente aqueles grupos mais vulneráveis, tornando efêmeras as conquistas atuais.

É preciso deixar claro, em primeiro lugar, que há vários modelos de países de classe médiaa Suécia, a Austrália e o Canadá, são exemplos dessas diferentes versões e várias formas de se pensar a relação entre consumo e bem estar social, assim como há vários modos de construir a regulação que tal relação solicita do Estado. Dizer “país de classe média” não significa dizer, portanto, sociedade justa ou funcional, nem tampouco primazia do interesse coletivo […]Leia mais

Leia também:

Sistema tributário e gastos sociais podem reduzir as desigualdades

Instituto Justiça Fiscal

Abatimento no IR do gasto com domésticas

Imposto de Renda no Brasil

Desoneração da Cesta Básica – Enfim uma boa ideia