Archive for maio 25th, 2013

maio 25, 2013

Sinais de uma eleição sindical III

teo.seminariog3TeoFranco

A chapa vitoriosa na última eleição sindical vai entrar em seu SEXTO mês de mandato, pasmem, sem ter um Plano de Trabalho elaborado, e, ainda, sem a convocação de uma Assembleia Geral para balanço e deliberação oficial dos filiados. Após cinco meses embalando o PLC 50, que acaba de virar a Lei Complementar 1.199/2013, continua fazendo visitas às Regionais para “obter dos colegas as informações, sugestões e reclamações para completar o plano de trabalho do Sindicato“.

Ocorre que, ao ser publicada na última quinta-feira (23) a LC 1.199 vetando algumas emendas aprovados pela Assembleia Legislativa, a direção do SINAFRESP sentiu-se no direito de estampar no site da entidade, uma foto grotesca do Sr. Governador com os dizeres “Governo de SP declara guerra contra AFRs – Emendas do Sinafresp ao PLC 50 foram vetadas“. Sem entrar no mérito da validade, ou não, das afirmativas, pergunto:

Os AFRs foram consultados minimamente?

A maioria dos colegas que encontrei nos últimos dias, manifestaram, no mínimo, preocupação com esse posicionamento publicado no veículo oficial de NOSSA entidade.

Como se não bastasse, na sexta-feira (24), nova publicação “Manifesto do Sinafresp contra atitude do governador“, repleto de palavras amargas em tom de ressentimento:

O governador Geraldo Alckmin demonstrou, sem deixar margem a dúvidas, que não respeita e nem valoriza a classe dos Agentes Fiscais de Rendas. O lamentável veto às poucas emendas ao PLC 50/2012 acolhidas por acordo unânime de líderes na Assembleia Legislativa provou isso. Além de ser um ato de desdém ao Poder Legislativo, o veto comprova que este governo enveredou de vez pelo caminho da mesquinhez, do autoritarismo, do desrespeito, da afronta e do descaso, tratando de forma irresponsável aqueles que exercem zelosamente atividade primordial da Secretaria da Fazenda de São Paulo. Mas o veto não demonstra apenas isso, demonstra a arrogância e o descaso com que o governo trata os direitos […] Ao vetar o dispositivo que protegia as gestantes em estágio probatório, o governador toma uma atitude estarrecedora, […] Ao vetar o dispositivo que impedia a cessação de designação nos casos de eletivos, inclusive classistas, apresenta sua verdadeira face de inimigo. Nós (sic), Agentes Fiscais de Rendas, somos servidores do Estado, não do governo […] Devemos (sic) fazer o que estiver a nosso alcance para trazer equilíbrio a ele, mesmo que isso nos leve a confrontar o governo

Somente a última frase do “Manifesto” seria suficiente para, neste momento, demonstrar serenidade e responsabilidade da direção sindical que questiona a “irresponsabilidade” do Sr. Governador:

A categoria decidirá, em Reunião do Conselho e em Assembleia Geral, sobre as respostas que daremos em repúdio ao ato do governador.

E, se a categoria decidir que o caminho da afronta esta equivocado? A direção sindical vai se curvar?

Na minha opinião, uma liderança com maturidade democrática não deveria se arrogar na tentativa de antever o posicionamento da categoria que representa, antes de ouvir as decisões da ASSEMBLEIA GERAL dos seus filiados, esta sim legítima e soberana.

Leia a Mensagem do Governador (razões do veto parcial ao PLC 50)

Leia também:

Promulgado o PLC 50, com vetos

Sinais de uma eleição sindical II

Sinais de uma eleição sindical

Tags: