Archive for março 31st, 2013

março 31, 2013

Páscoa e Pessach…

edisonf2webpPara todos os meus queridos:
Comungo, adoto e repasso a feliz e oportuna mensagem do nosso dileto Carlinhos Brickmann e equipe, nesta Páscoa do ano de 5773, ou 2013, querendo para todos que esta data seja uma possibilidade de profunda reflexão sobre o que leva as pessoas, em seus microuniversos,
e os povos, a tanta desídia, destruição e dor, ainda, depois de tantos milênios de existência neste planeta.
Beijos
Edison Farah

…ma mesma época, duas religiões mostram as duas faces do mundo ideal
Páscoa e Pessach, Pessach e Páscoa: a ordem é Convivência, a ordem é Tolerância
Na mesma semana, Páscoa e Pessach
O Pessach judaico marca
A passagem da escravidão à Liberdade
A Páscoa cristã assinala
A vitória da Vida sobre a morte
Pessach e Páscoa
As duas faces do mundo como ele deveria ser.
Feliz Páscoa!
Pessach Chag Sameach!
2013

Leia mais:

Apetite tributário na Páscoa do brasileiro

março 31, 2013

Direito Penal Arretado – Intercriminis – de Hungria a Capez

chico.barroso11

Francisco das Chagas Barroso

São Paulo, ano de 1.980.

Elizabeth Mahfouz, mais conhecida como Bete, 35 anos, libanesa de nascença.
Dona de uma pequena loja de roupas no Brás, ainda arranhava no português.
Vivia com Idelbrando, vulgo “Cabeça”, 15 anos mais novo.
Bete sustentava o malandro.

Bete, aculturada, gostava de cinema e de mitologia Greco-romana.
Cabeça, rude,  vivia na marginalidade. Tava na condicional.
Fora de casa, aprontava. Mulherengo, não podia ver um rabo de saia.
Dentro de casa, experiente no ofício, satisfazia a lascívia de Bete, nada recatada.
Mas a vida não tinha paz.
Qualquer discussão, cabeça, violento, a açoitava e agredia. Depois se redimia.

De tanto apanhar e ser traída, Bete  matutava vingança…
Conseguiu uma faca afiada e um 38 com Rubemar, vigia noturno […] Leia o conto completo

Tags: