Picando Fumo XI

PENSAMENTO DO JECA

Corre notícia em nosso arraiá que o sindicato qué fazê as pazi tanto com o deputado como tomém com us homi que manda na Casa. A dona presidenta tem aplavrado – nas visita que tá fazendo – que vai inté prucurá ajuda du sinhô presidenti da Afresp.

U peor é que tem uns cabôco que num tão gostandu nadinha dessa cunversa, dizendo “valha-me Deus, será que o mundo tá virado de cabeça pra baxo?”

Inquantu qui otros tão sartando de alegria, dizendo: “essa notícia é pra lá de danada da boa sô”.

O mais meió memo é o caipira ficá mascando fumu pra vê cumu que as coisa vai andá

Leia também:

Picando Fumo X – Quem foi que botô o ovo?

Mais Picando Fumo

Tags:

5 Comentários to “Picando Fumo XI”

  1. Oi qui, sinhora presidenta, também acho qui a sinhora divia proseá com os homi pra modi junta força e ajudá nóis.
    Caipira de Tarbaté.

  2. Prezado Jeca, demais colegas, no momento somos todos pelo diálogo. Quanto mais amplo o diálogo, melhor. No entanto, em determinados momentos políticos, não há solução ganha-ganha. Nestes casos, os atores políticos têm que tomar posições, ou que desagradem a classe ou ao Governo. É neste momento que sabemos que está ao lado de quem. Mas não estamos neste momento. É hora de construir, de conversar, de projetar o futuro, de agir conjuntamente, de diminuir as diferenças. Por enquanto, acho que estamos na direção certa.

  3. Correções em nossa última postagem:
    a) No item “1”, onde se lê: “(…) o tema do momento, as Emendas apresentadas na Assembleia Legislativa de São Paulo acerca da carreira, têm passado batidas por aqui”, leia-se: “(…) o tema do momento, as Emendas apresentadas na AL de São Paulo, acerca da carreira, tem passado batido por aqui”.
    b) No item “4”, onde se lê: “(…) beneficiando EXCLUSIVAMENTE os segmentos da carreira e não a carreira como um todo”, leia-se: “(…) beneficiando EXCLUSIVAMENTE ‘uns poucos’ segmentos da carreira e não a carreira como um todo”.

  4. Consta no site do SINAFRESP que as emendas em trâmite na Assembleia Legislativa teriam sido APROVADAS pelo Conselho do sindicato, na reunião do dia 2 de fevereiro de 2013. Pergunto:
    a) A redação da Emenda nº 18 também foi aprovada? Quem foi o colega que a elaborou e a sugeriu ao deputado Carlão Pignatari, do PSDB?
    b) Os conselheiros que supostamente a aprovaram têm consciência do que estão fazendo?
    c) Alterações dessa natureza tão relevante para a própria estrutura da carreira — eis que permitirá aumentos inflacionários e por variação real da arrecadação APENAS aos que estão abaixo do teto — não deveriam ser debatidas com TODA A CLASSE e submetidas a uma AGE?
    d) Será que o SINAFRESP ignora que a redação proposta na Emenda 18 levará à situação mencionada na alínea “c” acima? Será que o assunto passou desapercebido pelo Conselho?
    e) Ou será que agora o SINAFRESP só representa o pessoal do último concurso?

    É importante que essas questões sejam respondidas claramente, pois, conforme as respostas, naufraga de vez a união prometida durante as últimas eleições. Porque união que se preza não pode ser apenas da boca para fora. Tem de ser união de PROPOSTAS, de construção de uma ZONA DE INTERSECÇÃO de interesses, que beneficie a TODOS. Talvez, em alguns aspectos, mais a uns do que a outros, mas no geral sempre beneficiando a TODOS.
    Fora disto, não há união, mas sim cada um por si e Deus por ninguém, salvem-se os próprios umbigos de uns e os demais que se esfolem.
    Excluir da reposição de perdas os já tão lesados veteranos — que, com sua experiência, carregam a Secretaria da FAzenda nas costas, esta é que é a verdade — é o mesmo que concordar com a discriminação.
    Se o SINAFRESP é que está sugerindo ao deputado referido a Emenda 18, então estamos diante da desagregação OFICIAL da categoria, somos um barco sem rumo, perdido no oceano.
    Oxalá a nota estampada no site SINAFRESP esteja equivocada, ou nós é que estejamos equivocados sobre o teor da Emenda (mas creio que não).
    Que o SINAFRESP venha a público e esclareça as questões levantadas, objetivamente, tópico a tópico. A classe precisa saber se continua a ser representada e por quem.

  5. Isto posto está posto. Em algum momento vangloriaram-se que o PLC não foi discutido com a classe e, avesso do avesso, discutem nos corredores e promulgam emendas. AGE nem pensar. Não gostou? Inimigo da classe tu és, pertences a administração, não pregas a união e outras prosas mais.

Deixe uma resposta para Antôno Sérgio Valente Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: