Sinais de uma eleição sindical II

teo.seminariog3TeoFranco

Neste sábado (5) se deu a solenidade de posse dos novos integrantes da gestão do Sinafresp, que oficialmente representará, até o final de 2015, a categoria dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo.

Sob um discurso de conciliação, a presidenta eleita repetiu o tom de campanha que levou à vitória do grupo ora empossado.

Dentre as autoridades presentes notou-se a ausência de figuras que sempre prestigiaram o tradicional evento de posse, tais como do deputado estadual AFR Vitor Sapienza, além do não comparecimento, sequer, de um único representante da cúpula do comando da Sefaz. Embora não saibamos os motivos, é preocupante o início de um mandato com indicativos de relacionamento diplomático distanciado. Resta saber se a liderança, diretoria e conselho, conseguirá demonstrar capacidade de articulação, especialmente no quesito “união”, ao menos com a entidade co-irmã Afresp.

Acreditamos que a esmagadora maioria torce para isso!

Leia também:

Bandeira única Urgente

Sinais de uma eleição sindical

Retórica e Práxis (requer senha)

Tags:

4 Comentários to “Sinais de uma eleição sindical II”

  1. Interessante, o navio será bem cuidado e principalmente se as pessoas interessadas, cultas, cpazes e guerreiras se aproximem com vontade. As ausencias talvez sejam explicadas, mas também não fizeram falta, a meu ver.
    A festa esteve linda! As pessoas felizes e lindas e muito mais próximas.
    Eles se aproximarão …é só dar tempo ao tempo. Não são deuses e nem semideuses. Foram convidados e não intimados.

  2. É uma prova inabalável da pobreza, da DESUNIÃO e da falta de norte de uma classe, em que cada um quer saber de si.
    O quesito salário é o grande motivador do comparecimento, em qualquer atividade, mesmo que festiva.
    A Miriam com certeza vai colocar as coisas no eixo.

  3. Se ocorreu conforme o relatado, é realmente preocupante, mais tres anos de isolamento político e ruptura com a Administração nada trouxe e nem trará de favorável a nós AFRs.

  4. A ruptura se existe entre a Administrração e a nova direção do Sinafresp para ser sanada precisará de vontade dos dois´pontos da Administração, reconhecer uma direção e um Conselho legitimamente eleitos e da direção e Conselho solicitarem as audiências de praxe e procurarem colocar sa demandas da Classe, como sempre. Ai teremos os 100 dias de lua de mel, e veremos os desdobramentos. Cada qual deve respeitar o outro lado.Quanto o relacionamento com a AFRESP outra vez a questão das vontades dos dois lados. Existe a rivalidade e uma eleição para a direção e conselho da Afresp creio que em 2014???A vida é assim mesmo.

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: