Archive for dezembro 17th, 2012

dezembro 17, 2012

Novo subteto é aprovado

happysmilyPLO 738/2012 é APROVADO pela ALESP nesta segunda (17)

17/12/2012 – 179a. Sessão Ordinária – Aprovado o Projeto […] Leia mais

Leia também:

PLO 738/12 – Pronto para votação

Planilha de cálculo – PLO 738/12 (requer senha)

dezembro 17, 2012

Auditores federais também voltam atrás pelos 15,8%

ANFIP  não apoia discutir ganhos apenas para os Auditores-Fiscais ativos

Um ano de intensa mobilização, que precisa ser concluído com dignidade. Assim a ANFIP classifica 2012, especialmente em relação à campanha salarial. Vale recordar que, ao longo do ano, foram inúmeras as iniciativas dentro da campanha salarial conjunta, trabalho que envolveu a ANFIP e diversas entidades representativas das carreiras de Estado (recorde aqui).

O conjunto das ações obrigou o governo a incluir as carreiras de Estado na proposta de reajuste salarial de 15,8% para o funcionalismo, divididos em três parcelas anuais de 2013 a 2015. Esta foi uma vitória, já que a intenção inicial do Planalto era claramente deixar nosso segmento sem qualquer reposição salarial. Encerradas as negociações, os Auditores-Fiscais, e outras categorias, recusaram a oferta do governo. Em novembro (recorde aqui), ANFIP, Sindifisco Nacional e Sinait (Auditores-Fiscais do Trabalho) decidiram, em reunião na sede da ANFIP, trabalhar pela reabertura do diálogo com o governo. A negociação foi retomada nesta terça-feira (11), quando o Ministério do Planejamento reafirmou a proposta de 15,8% e aceitou discutir outros itens (recorde aqui).

Diante do exposto, o Conselho Executivo da ANFIP, pela unanimidade de seus 18 integrantes, decidiu aceitar a oferta do governo e, ainda, orientar os associados que são filiados ao Sindifisco Nacional a participar da assembleia para rediscutir a proposta de reajuste salarial, na sexta-feira (14), e votar pela aceitação. Por fim, a ANFIP reafirma que não apoia qualquer iniciativa ou criação de grupo de estudo para discutir ganhos extrassubsídios apenas para os Auditores-Fiscais ativos. Acreditamos que toda e qualquer questão salarial precisa incluir os aposentados e os pensionistas, mantendo a paridade constitucional. A paridade é uma conquista histórica que não pode sofrer flexibilização. A ANFIP não admite, em hipótese alguma, debate sobre parcela extra ao subsídio sem incluir os inativos. É preciso respeito ao texto constitucional! […]Leia mais

Leia também:

Servidores do Banco Central voltam atrás pelos 15,8%