A herança maldita do aposentado – final

Carlos H. Peixoto

Era uma tarde de novembro. Fazia um calor infernal. Sentado no alpendre, Arcádio notou no telhado várias telhas quebradas. Olhou ao largo; a cerca clamava reparos, a estrada virara uma cratera e o mata-burros há muito fora levado pela enxurrada. Mas de onde tirar o cascalho, se ao aderir à Previdência Complementar o Governo lhe tungara sessenta por cento do salário?

Absorto em preocupações, Arcádio deparou-se com o franguinho herdado do pai — agora um galinho crescido, preto, com duas faixas de penas brancas nas asas — tranquilamente ciscando pelo terreiro. Vejam vocês os tormentos por que passava o infeliz, pois naquele instante, tomado por fúria assassina, resolveu, sem mais nem menos, descontar seu infortúnio nas penas da frágil avezinha.

Pegando um cascalho, atirou-o no bípede, sem conseguir acertá-lo. O bichinho saltou, mas o aposentado não desistiu e atirou outra pedra e mais outra, agora vociferando […] Leia mais

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: