Atitude do Sinafresp provoca desfiliação

O BLOG acaba de receber comunicado de mais um colega descontente:

Eu pedi ontem minha desfiliação ao Sindicato Sinafresp. Acredito que os colegas podem defender a posição que quiserem, mas o sindicato não, esse só pode defender a classe, a profissão e o cargo.

Nota do Blog do AFR: Respeitamos a posição do colega e de outros que manifestaram a mesma intenção, todavia, não podemos confundir “direção sindical” com a “entidade sindical” que pertence a todos os filiados, e deve cumprir estritamente a sua finalidade prevista na Constituição. Lembrando que em novembro haverá eleições ocasião em que cada voto será precioso para manifestar sua posição, escolhendo a opção mais adequada.

4 Comentários to “Atitude do Sinafresp provoca desfiliação”

  1. Ao colega que anunciou sua desfiliação do Sindicato sugiro que repense sobre essa atitude. Justifico. Somos uma classe de trabalhadores mal querida pela maioria das pessoas. Portanto, devemos ser corporativistas, ao máximo. Então, a melhor forma de termos força para lutar por nossas reinvidicações é matermos um Sindicato forte. A desfiliação só enfraquece o Sindicato. Devemos nos esforçar para que novos colegas se filiem e, não, nos desfiliarmos.

  2. Fui sócio fundador. Logo depois pelo andar da carruagem também caí fora. Na época o então Presidente até andou me procurando para conversar. A representatividade é muito fraca. Os AAFFRR tem um grande poder que não sabem usar.

  3. A representatividade é fraca porque somos fracos. Estamos preocupados com o próprio umbigo, cuidando das nossas coisas pessoais e nos esquecemos dos acontecimentos que envolve nossa correira. Só teremos mudança de rumo quando conseguirmos eleger uma diretoria a altuta da carreira, e como bem sabemos em novembro teremos essa mais uma oportunidade.

  4. Já me desfiliei uma vez. No tempo em que o prezadíssimo Moacir Delbone era o presidente; porque discordei de uma decisão dele. Depois de muita reflexão, filiei-me novamente pois achei que aquela minha atitude não era uma atitude de classe. Em diálogo com ele, posteriormente, filiei-me novamente e continuo filiado até hoje; aposentei-me em 2005 e hoje com 83 anos conservo a opinião que a desfiliação não é a melhor atitude para quem luta pela melhoria da classe. Portanto, me orgulho por ter participado dessa luta quase insana que culminou com a aprovação da PEC-5. E me orgulho também em ver a carreira conscientemente organizada, coisa que não havia quando eu ainda estava na ativa – (quando os CAT-G ainda não tinham consciência de classe, como hoje, porque eram politicamente semi-analfabetos, com exceção de um (aliás, o único que não era da nossa carreira).

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: