A Transparência da cortina de fumaça — 2ª Parte

Antônio Sérgio Valente

Os trechos do poema que citamos nas epígrafes dos dois primeiros artigos desta série são da década de 1960. Vivíamos, no Brasil, em pleno regime de exceção. O poeta captou magistralmente o temor e a ira contida do oprimido. Pois saibam todos que, ressalvadas as proporções, algo semelhante está ocorrendo exatamente agora. Muitas pessoas se calam por temor, mas nos cafés da vida, nos almoços, nas tocas e nos becos, não há servidor que não esteja irritado com a situação criada pelo governo ao expor, em praça pública, na internet, todos os holerites.

Dia desses, um advogado ilustre declarou, em inserção radiofônica, que a medida é legal, pois o servidor público é o que o nome está dizendo, público, deve satisfação da sua vida privada ao público, pois recebe dinheiro público. Trata-se de raciocínio maliciosamente falacioso. É um sofisma leviano, mas que vem convencendo muita gente boa da mídia e até de certas cortes judiciárias mais ou menos politizadas, embora ainda sem trânsito em julgado. O sofisma ao qual nos referimos contém duas falácias. A primeira será abordada neste artigo, e a segunda no próximo […] Leia o artigo completo

2 Comentários to “A Transparência da cortina de fumaça — 2ª Parte”

  1. Pergunto onde estão as entidades representativas do funcionalismo paulista que não ingressaram ainda com uma ADIN contra mais essa cafajestada contra o servidor público?

  2. Ainda bem que ainda respeitam a privacidade da vida conjugal. Já houve época em que os casais eram obrigados dormir de portas abertas, para que representantes do clero pudessem acompanhar a regularidade dos atos …

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: