João Dado fala da PEC 5 na Globo News

Assista a entrevista que explica em detalhes a PEC do Teto Único Nacional. Demonstra com clareza a justa iniciativa que corrige distorções pontuais, ao contrário do que a grande mídia tem propalado.

5 Responses to “João Dado fala da PEC 5 na Globo News”

  1. Belíssimo debate do nosso colega João Dado com o economista Raul Velloso, em entrevista ao Monforte.
    O João se saiu muitíssimo bem. Apresentou argumentos e dados relevantes. Corrigiu informações distorcidas. Enfim, maravilha.
    É disso que as nossas entidades precisam, de bater e rebater constantamente nessas teclas, pois há uma desinformação geral da sociedade, incluindo a mídia. Senti, durante a entrevista, que o próprio entrevistador percebeu que o João Dado estava enriquecidendo o debate. Creio que daqui para a frente ele será convidado para muitas outras entrevistas, pois fala com clareza, argumenta bem e tem conteúdo.
    O debate foi bom para demonstrar como as informações são distorcidas pela mídia. Os dados nos quais se baseiam precisam ser melhor depurados pelos economistas, e isto não tem sido feito. O João Dado pôs vários pingos nos is.
    Gostei muito. E observem que ele foi bem conservador.
    No atual governo paulista a situação é MUITO PIOR do que para o funcionalismo da União. Aqui o teto é cerca de 30% menor, sem direito a garantia de reajuste anual. No caso dos AGENTES FISCAIS DE RENDAS, a situação consegue ser pior ainda, pois a nossa LC 1059/08 não prevê NENHUM TIPO DE REAJUSTE INFLACIONÁRIO, mas apenas um reajuste SE HOUVER AUMENTO REAL DA ARRECADAÇÃO, e mesmo este é vinculado à vontade do governador. Ora, até mesmo o economista Raul Velloso, que não argumenta do funcionalismo, manifestou a opinião, durante a entrevista, de que os AUMENTOS REAIS NÃO DEVEM ULTRAPASSAR A ALGO EM TORNO DE 50% DO CRESCIMENTO DO PIB. Ou seja, ele próprio deixa implícito no racíocinio a CONCESSÃO DA REPOSIÇÃO INFLACIONÁRIA (pois fala em AUMENTOS REAIS, acima da inflação) e AUMENTOS REAIS. Ora, nada disto estamos tendo em São Paulo. A cota está congelada desde janeiro/2010…!!!

  2. Bastante claro o Deputado. Argumentos consistentes. Mas a grande mídia ainda pauta a imagem do servidor público. Jornalistas apressados, desinformados, ignorantes mesmo, produzem matérias e mais matérias sobre funcionalismo, despesas salariais e previdenciárias, insuflando a massa de leitores e telespectadores contra o funcionalismo. Como se o funcionalismo público fosse o responsável pelos desmandos, desvios, e orquestrações criminosas para sacanear o público. Confundem a safadeza de políticos mal intencionados com a classe dos servidores públicos. É isso que a mídia precisa aprender a discernir.

  3. Parabéns ao colega AFR Deputado João Dado. Conduziu sua exposição no debate com equilíbrio, argúcia e objetividade. Em alguns momentos o respeitado economista Raul Veloso, mesmo com o estudo dele em mãos, “perdeu-se” em generalidades diante dos argumentos específicos do Dado. Interessante também o momento onde o Dado reputa à um “engano” da mídia, a diferença dos índices de reajuste pleiteado pelo judiciário: sutil, assim como uma precisa incisão cirúrgica. Diplomaticamente atacou o leão na sua própria toca. Senti até uma certa mudança de postura do jornalista Monforte ao Dado no transcorrer da entrevista, manifestando deferência ao consultar a opinião do entrevistado. É isso aí. Ocupando espaço e esclarecendo a opinião pública. Trabalho exaustivo, mas necessário. Parabéns também ao Blog pela chamada da reportagem. Tive acesso pelo Facebook. Valeu Teo. Grande Abraço.

  4. Nobre Deputado João Dado.Parabéns pela lucidez e precisão em suas explicações. Nesta entrevista ficou claro o que a mídia divulga para a sociedade , ou seja a informação distorcida . Achei interessante o momento em que o nobre deputado explicou que o aumento dos vencimentos do judiciário (Tribunais) rebatido pelo economista se trata simplesmente de uma divergência básica de matemática. Saiba que estamos com você nesta luta.Você demonstrou de forma clara a viabilidade dos aumentos saláriais explicando sobre os erros e omissões ocorridos nas peças orçamentárias.Grande abraço.

Trackbacks

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: