Memórias de um publicano

Carlos H. Peixoto

Zaqueu, o menor dos publicanos, estava trepado em um sicômoro, pescoço esticado, gritando e abanando os braços, tudo para chamar a atenção do tal Mestre, o Messias, a quem chamavam de “Filho do Homem”, que por coincidência também chegava à cidade.

Bloqueado pela multidão, pude ver de longe o momento em que Zaqueu, um avarento e asqueroso cobrador de impostos como eu, odiado até pelos leprosos, era abraçado por Jesus como se este abraçasse um amigo que regressava de uma terra distante. Estranhei o fato, anotado em minha caderneta, e mais confuso fiquei ao ouvir da boca de Zaqueu algo sobre estar perdido, logo Zaqueu que calculava tão bem, no que Jesus respondeu alguma coisa sobre um “caminho da salvação”, lugar que desconheço nas redondezas. Naquele dia não consegui entabular conversa com Zaqueu, que se portava como um aparlemado, cantando e distribuindo esmolas. Mais tarde, fiquei sabendo por relatos de um informante que Zaqueu, tendo convidado Jesus para cear e pernoitar em sua casa, ficara tão feliz com a visita do Mestre que resolvera doar metade de seus bens (dele, de Zaqueu) aos pobres, restituindo aos injustiçados as multas aplicadas em excesso, sem submeter suas decisões ao Sinédrio. Um desplante!

Em matéria tributária, um fato acontecido na cidade de Canãa merecia tratamento à altura dos regulamentos de taxas e mercancia: a transformação de água em vinho. Ainda que o fato gerador já houvesse acontecido, três dias antes de minha presença, corri atrás, investiguei, falei com testemunhas que estiveram na festa de casamento, confabulei com o fornecedor das bebidas e analisei os relatórios de compra apresentados pelos anfitriões. Concluí que ao transformar seis cântaros cheios de água em vinho, o tal Jesus praticou concorrência desleal, industrializou água sem os devidos alvarás, fora das especificações químicas e biológicas, dando saída de vinho sem documentos e deixando de recolher as taxas e emolumentos fiscais […] Leia a crônica completa

Tags:

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: