Archive for fevereiro 2nd, 2012

fevereiro 2, 2012

A amizade e a indignação pelo tributo perdido

Francisco das Chagas Barroso

Um dia desses, dentro de um supermercado local, me deparei com um colega AFTE, o qual, sem me olhar, me cumprimentou com um ríspido movimento de cabeça. Imediatamente me ocorreram as lembranças dos tempos em que nos cumprimentávamos com um aperto de mãos, olhando nos olhos e falando sobre a família. Irresignado, não com o colega, mas comigo mesmo, o indaguei acerca do que eu fizera para motivar aquela mudança de cumprimento. Logo percebi que o motivo de tudo era o fato de haver denunciado o governo do Estado de Rondônia no episódio da isenção das usinas (…) Nossa cultura de realizações a troco de alguma coisa tem preponderado sobre ações desinteressadas e cidadãs. Por vezes, a própria corporação e a sociedade em geral, movida por sentimentos reacionários taxam de “louco”, “subversivo” quaisquer atitudes que destoem do senso comum. Acredito na abordagem platônica de que a subversão (pelo menos no campo das idéias) é a mãe de todos os avanços da sociedade. O servidor público não é servidor do governo, mas sim, do ”público”, do “povo”. […] Leia o artigo completo

fevereiro 2, 2012

A banalidade da tunga

Edison Farah

Pois é, AFRs do Brasil, cosi la nave vá
E seríamos nós, com nosso salário cortado pela metade – roubo a mão armada mensal desde janeiro de 2005 -, que levaríamos o país à falência se nos devolvessem o que nos foi confiscado à força, inconstitucionalmente.
O cinismo do Judiciário brasileiro, cujos juízes foram comprados pelos executivos Federal e estaduais para tungar os demais funcionários públicos, é de estarrecer.
E depois idiotas e “alices” acreditam que vivemos aqui uma democracia, com os direitos constitucionais garantidos!
É caso de irmos à ONU.
Onde estão os direitos humanos dos funcionários públicos deste País?
Estão lançados nos vasos sanitários dos palácios ocupados por essa escória que governa o Brasil.
Vide o artigo do Elio Gaspari e chorem.
E então, a mídia, vendida e suja a serviço do liberalismo escravocrata para o desmonte da Nação, reclama que não temos serviços públicos adequados, reclama da polícia, reclama do ensino e da saúde…
Como são hipócritas!

Leia o artigo de Elio Gaspari

Leia também: A justiça tarda mas não falha

Tags: