TJ-SP deve R$ 3 bi a magistrados e servidores

TJ é alvo de investigação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que mira os contracheques excepcionais em benefício de alguns magistrados. 

O presidente do TJ-SP, desembargador Ivan Sartori, informou nesta segunda-feira que o montante pleiteado por seus pares e milhares de servidores a título de créditos atrasados atinge quase metade do orçamento da corte paulista para 2012. “São R$ 3 bilhões a nosso ver. Já para associações de servidores são R$ 7 bilhões. O valor é relativo a férias (não aproveitadas), fator de atualização monetária, equivalência, licença-prêmio. Tudo isso, coisa devida que ficou lá.”.

O orçamento do maior tribunal do País para 2012 é de R$ 6,8 bilhões

Sartori falou sobre a dívida de R$ 3 bilhões após visita à ministra Eliana Calmon, corregedora nacional de Justiça. O Em um gesto que reaproxima a corte paulista e o CNJ, o desembargador se colocou à disposição da corregedora. “Eu disse a ela (Eliana) que o TJ é aberto a qualquer investigação. Não temos mais nada além de pagamentos antecipados”, afirmou Sartori […] Leia mais

PARTICIPE, deixando sua opinião sobre o post:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: